Vítimas de trânsito são lembradas em Cruzeiro do Sul

Alunos participam de ato em alusão às vítimas de trânsito (Foto: Onofre Brito/Secom)
Alunos participam de ato em alusão às vítimas de trânsito (Foto: Onofre Brito/Secom)

O terceiro domingo de novembro ficou estabelecido como o Dia Mundial em Memória às Vítimas de Trânsito. As atividades relacionadas a esse dia começaram nesta segunda-feira, 14, em Cruzeiro do Sul, na Praça do Memorial, espaço reservado na Avenida Mâncio Lima à lembrança daqueles que morreram em acidentes.

Nos três últimos anos, 46 pessoas perderam a vida em acidentes em Cruzeiro do Sul. Um painel exposto na praça mostra seus nomes, a data do acidente e o tipo de veículo da ocorrência. As escolas de ensino fundamental Darcy Bezerra, Hugo Carneiro, Marcelino Champagnat e Tancredo participaram da mobilização.

Durante toda a semana, outras escolas visitarão o memorial, e no domingo as atividades serão encerradas com participação da população e de igrejas.

Olindina: “Os anos passam, mas a dor é a mesma” (Foto: Onofre Brito/Secom)
Olindina: “Os anos passam, mas a dor é a mesma” (Foto: Onofre Brito/Secom)

No ato, foram lidos os nomes de todas as vítimas e houve o depoimento da professora Olindina Rocha Valente, que perdeu a irmã, Fátima, vítima de acidente em Mâncio Lima.

Olindina se disse feliz por poder contribuir com sua presença e sua opinião para que a sociedade se conscientize de que tem que ser dado um basta nessa questão de acidentes de trânsito.

“Os anos passam, mas a dor é a mesma. O que nos resta é participar deste evento. A lembrança não é nada boa, mas, talvez, sirva para que as pessoas possam refletir um pouco. Precisamos acordar, nos conscientizar, cuidar mais um do outro. Só sofre quem perde, e só perde quem morre”, disse.

Imprudência

Para o gerente da 1ª Ciretran, Valdeci Dantas, a principal causa de acidentes de trânsito é a imprudência, principalmente quando associada ao uso de bebida alcoólica.

Ele comentou que durante os últimos anos o órgão tem procurado fazer com que esta data não seja esquecida. “Não podemos deixar de trabalhar para que os acidentes deixem de acontecer, evitando assim que vidas sejam ceifadas”, ressaltou.

A diretora da Escola Darcy Bezerra, Márcia Praxedes, considera muito importante a participação dos alunos em eventos que visam a educação para o trânsito: “A gente vem trabalhando o assunto em sala de aula, sempre conscientizando. Prestigiar este evento nos ajuda ainda mais”, disse.