Varejo do Acre cresce 7,9% em junho, mostra IBGE

O varejo ampliado, que considera o comércio de veículos e peças, apresentou a terceira maior evolução do País no período

quadro-comrcio.jpgO comércio varejista do Acre apresentou, em junho deste ano,  evolução de 7,9% em comparação ao mesmo período do ano passado. No varejo ampliado, que leva em conta as vendas do setor de automóveis, peças e acessórios para veículos, o crescimento foi de 24,9%, o terceiro melhor do indicador entre os Estados. Os dados são da Pesquisa Mensal do Comércio (PMC) divulgados nesta quinta-feira, 14, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Das vinte e sete Unidades da Federação, apenas três apresentaram quedas em relação a junho de 2007: Sergipe (-2,6%); Amazonas (-0,8%) e Pará (-0,6%). As maiores altas do volume de vendas foram Roraima (15,4%); Mato Grosso (12,6%); São Paulo (12,3%); Goiás (9,9%). Quanto à participação na composição da taxa do Comércio Varejista, destacaram-se, pela ordem, São Paulo (12,3%); Rio de Janeiro (8,2%); Minas Gerais (6,3%); Rio Grande do Sul (7,3%) e Paraná (4,2%).

No país, de acordo com o IBGE, o  volume de vendas de Veículos, motos, partes e peças cresceu 26,5% em relação a junho de 2007, acumulando no semestre e nos últimos doze meses, igualmente, 22,3%. A atividade continua a dar a principal contribuição para a taxa global do varejo ampliado (60%). Menores juros, maiores prazos de financiamento e as expectativas positivas quanto à manutenção do emprego ainda favorecem a expansão das vendas do ramo.