Tião Viana empossa nova defensora-geral do Acre

A posse reuniu gestores dos poderes executivo, judiciário e legislativo (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Eleita para o biênio 2017/2018, Roberta De Paula Caminha, 37 anos, foi empossada pelo governador Tião Viana, na noite desta segunda-feira, 30, como defensora-geral da Defensoria Pública do Estado (DPE).

A cerimônia, realizada na Casa Civil, reuniu defensores, gestores públicos, representantes do legislativo, executivo e judiciário, além de amigos e familiares da recém-empossada. Roberta foi a campeã de votos da lista tríplice, oriunda do processo de eleição do órgão, e escolhida pelo governador para gerir a instituição.

Natural de Xapuri, a defensora-geral pretende atuar, especialmente, em dois eixos: ampliação e melhor prestação de serviços aos cidadãos, bem como fortalecer a atuação mais efetiva do órgão no interior do estado.

“Vamos aprimorar os três núcleos de atendimento já existentes na cidade e criar mais dois, em bairros populosos, a fim de que o nosso assistido tenha maior facilidade no acesso à prestação jurídica, integral e gratuita”, ressaltou Roberta Caminha.

Tião Viana destacou a importância da atuação da Defensoria Pública e reafirmou o compromisso do governo do Estado em fortalecer as ações do órgão. “O trabalho, a unidade e visão coletiva e integrada nos apontam sempre o melhor resultado. E é isso que eu tenho certeza que vai estar sempre vivido entre os poderes”.

A vice-governadora Nazareth Araújo desejou boas-vindas à nova defensora-pública. “Estaremos unindo forças para executar aquilo que nos interessa que é melhor servir a nossa população. Nós temos muitas frentes para estarmos agindo junto a Defensoria Pública”, afirmou.

Legado

Quem deixa o cargo é o defensor público Fernando Morais (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Quem deixa o cargo é o defensor público Fernando Morais, que geriu a DPE pelo biênio anterior, 2015/2016, e destacou a parceria com Estado. “Por questão de gratidão, quero relatar em público que os pleitos que eu trouxe ao governador, referentes à Defensoria, jamais foram negados”, frisou Morais, que em sua gestão priorizou servidores e defensores públicos.

Entre as ações desenvolvidas no período em que atuou como defensor-geral, é possível destacar a aprovação do Plano de Cargos e Carreiras (PCCR) dos servidores de DPE/AC, realinhamento dos valores de subsídios para defensores e aumento do número de cargos de defensores públicos, servidores, assessores e estagiários por meio de concurso público que será realizado.