festa das famílias

Terceira noite do Arraial Cultural impressiona com apresentação de quadrilhas e segurança reforçada

Com segurança reforçada, proporcionando um espaço seguro para crianças, famílias e público em geral, a terceira noite do Arraial Cultural 2023, realizada nesta quinta-feira, 29, continuou com as apresentações do 21° Concurso Estadual de Quadrilhas, no Calçadão da Gameleira, em Rio Branco.

A segurança este ano está reforçada, contando com a atuação da Polícia Militar do Acre (PMAC), do Corpo de Bombeiros Militar do Acre (CBMAC), do Departamento de Trânsito do Acre (Detran), do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) e da Defesa Civil Municipal. O objetivo de todos os órgãos é evitar problemas no acesso ao local, socorrer e também prevenir possíveis incidentes durante o evento.

Subtenente PM Stevão Brasil relatou que foi a primeira vez que fez a segurança do Arraial Cultural. Foto: Marcos Vicentti/Secom

O subtenente Stevão Brasil, da Polícia Militar, afirmou que foi a primeira vez que fez a segurança do Arraial Cultural e que estava atento, principalmente às crianças. “O ambiente do Arraial Cultural é voltado especialmente para as famílias e essas famílias precisam de proteção. Como a Polícia Militar tem como princípio a preservação da ordem e da segurança, é nosso dever proteger todos”, afirmou.

O policial também contou o que gosta de observar. “De tudo um pouco, tem a alegria das pessoas, a gente vê as famílias, as crianças com os pais, a alegria no rosto delas, de sentirem-se seguras. Isso é uma coisa que nos agrada, deixa o coração da gente feliz”, declarou.

Assis Dantas: “O Arraial está muito gostoso, muito aconchegante; o espaço está ótimo para trazer as crianças”. Foto: Marcos Vicentti/Secom

O palco Saudades do Seringal contou com as apresentações de Assis Dantas, cantando Genival Lacerda, Forró Dantas e Pegada Prime. Nos intervalos, houve rodada de bingo, com prêmios que iam de eletrodomésticos à tradicional galinha caipira.

Arraial apresentou a segunda noite do 21° Concurso Estadual de Quadrilhas. Foto: Marcos Vicentti/Secom

À frente do palco Arena dos Folguedos, mais quatro quadrilhas se apresentaram na noite de quinta-feira: Farofa de Capeta, de Sena Madureira, trouxe como temática a fofoca, com o título “Moço, isso é invenção do povo!” e, diretamente de Porto Acre, a Forrozeira trouxe o tema “No Dia de Santo Antônio, sozinho não ficarei!”.

As quadrilhas riobranquenses Malucos na Roça e Sassaricando na Roça. Os Malucos levaram o público a uma viagem no tempo, com regravações de clássicos da MPB em ritmo junino, contando uma história de amor que atravessou décadas.

Fechando a noite, a quadrilha Sassaricando na Roça, que fomenta a cultura regional e busca, por meio da inclusão, ajudar jovens em situação de vulnerabilidade social, também trouxe como temática o romance: “A flor e o beija-flor: 20 anos de uma história de amor”.

Maira Regina, ex-noiva da Sassaricando, acompanhada da filha do marido, afirmou: “O Estado e a prefeitura estão de parabéns, o Arraial está bem familiar”. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Na arquibancada da Arena dos Folguedos, estava Maira Regina, ex-noiva da Sassaricando, em que dançou por 17 anos, sendo eleita a melhor noiva do Arraial Brasil 2010, em Brasília.  “O Arraial está respeitoso, familiar, muito gostoso, melhor do que antigamente”.