Técnicos em vigilância debatem ações sanitárias e os desafios para 2016

Objetivo é mobilizar profissionais e a sociedade para o fortalecimento das ações de Visa (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)
Objetivo é mobilizar profissionais e a sociedade para o fortalecimento das ações de Visa (Foto: Júnior Aguiar/Sesacre)

Com o tema “Desafios e Tendência”, o Departamento de Vigilância Sanitária da Secretaria de Estado de Saúde (Sesacre), em parceria com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), promove um seminário com técnicos sanitários do estado e dos 22 municípios acreanos.

O evento teve início na terça-feira, 8, e segue até a sexta-feira,11, no auditório da Biblioteca da Floresta, das 8 às 18 horas.

O objetivo é fortalecer as ações de Vigilância Sanitária (Visa), em busca da melhoria de efetividade e da contribuição no desenvolvimento sanitário, bem como diminuir os riscos à saúde associados ao uso de produtos e serviços regulados pela Visa, de acordo com a gerente do Departamento de Vigilância Sanitária da Sesacre, Albertina Costa.

Durante os quatros dias serão debatidos temas como: Visa e a regulação no mundo contemporâneo; coordenação federativa das ações de Visa; Visa e suas relações; e o trabalho e o trabalhador em Visa, com o olhar de qual vigilância sanitária a sociedade precisa.

O diretor do Sistema Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), Ivo Bucaresky, e a secretária adjunta de Atenção à Saúde, Marize Lucena, participaram da solenidade de abertura na manhã de terça-feira.

“O evento busca discutir o processo de trabalho e a forma como a Vigilância Sanitária se relaciona com a sociedade. É importante esclarecer que a Visa vai além do aspecto sanitário – também há o aspecto econômico, impactando na vida econômica, cultural e no trabalho das pessoas. Estamos buscando fazer uma Visa mais eficiente, para que esses aspectos se desenvolvam de uma forma educativa, inclusiva e participativa”, ressaltou Bucaresky.