Socioeducandos recebem certificado de três cursos do Pronatec

O Centro de Apoio à Semiliberdade, ao Egresso e Família (Casef) realizou nesta quarta-feira, 26, a entrega dos certificados dos cursos de Frentista e Pizzaiolo, pelo Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac), e do curso de Agricultura Orgânica, ministrado pelo Instituto Federal do Acre (Ifac), todos com carga horária de 160h. O evento foi comemorado em meio a um culto de Ação de Graças com a participação de membros da igreja Assembleia de Deus.

Cursos possibilitam a entrada dos socioeducandos no mercado de trabalho (Foto: Assessoria ISE)
Cursos possibilitam a entrada dos socioeducandos no mercado de trabalho (Foto: Assessoria ISE)

Reunidos com a equipe da unidade, os 21 adolescentes certificados agora podem ter a oportunidade de buscar estágios e serem inseridos no mercado de trabalho, afirma o presidente do Instituto Socioeducativo (ISE), Henrique Corinto. “Com vagas garantidas pelo Programa Nacional de Acesso ao Ensino Técnico e Emprego (Pronatec), esses meninos e meninas finalmente começam a refazer planos para o futuro, nos quais a criminalidade está sendo deixada de lado. Sabemos que ainda há muito a se caminhar, mas junto com o governo do Acre podemos cada vez mais conquistar bons resultados”, afirma.

A diretora do Casef, Cíntia Pontes, declara que ainda é uma dificuldade conseguir convencer os jovens a participarem dos cursos, mas assim que inseridos, percebem o valor da escolha que fizeram. “A entrega dos certificados é sempre um despertar para eles”.

O parceiro e coordenador adjunto do Pronatec do campus Rio Branco do Ifac, Ricardo Pereira, destaca que após a inscrição é importante que o aluno não desista dos cursos. “A não ser que eles preencham um documento explicando os motivos que o levaram a essa decisão. Mas em caso de abandono, a pessoa pode perder o benefício de participar de outro curso pelos próximos dois anos”, alerta.

Os adolescentes participaram do coral da igreja durante a solenidade (Foto: Assessoria ISE)
Os adolescentes participaram do coral da igreja durante a solenidade (Foto: Assessoria ISE)

A igreja também desempenha um trabalho reconhecido com os adolescentes em conflito com a lei. De acordo com o evangelista Raimundo Veras, da Assembleia de Deus, há 10 anos, os fieis atuam de forma voluntária nas unidades socioeducativas. “Percebemos a diminuição dos casos de rebelião. Creio que a nossa presença tenha um pouco a ver com isso. Trazemos palavras de incentivo, louvor e até mesmo alimentos para as famílias deles. Com isso, esses jovens passam a acreditar no valor da família, do caráter e da obediência”.