resultados

Setor agrícola do Acre movimentou R$ 27,8 bilhões nos últimos 9 anos

O valor bruto da produção agropecuária acreana, nestes primeiros seis meses de 2023, foi de R$ 2,6 bilhões, conforme boletim econômico da Secretaria de Estado de Agricultura (Seagri), concluído neste último fim de semana, que aponta ainda um movimento de R$ 27,8 bilhões nos últimos nove anos.

Seagri prevê um crescimento vertiginoso de 20% em 2023, com uma alavancagem reflexo do aumento do cultivo da soja e café. Foto: cedida

Dados reunindo o movimento da economia agropecuária dos últimos anos e a média das atividades produtivas do estado foram levantados pela Diretoria de Pesquisa, Tecnologia e Inovação do Agronegócio da Seagri.

Os números revelam que, nos últimos anos, a mandioca representou 63% da produção agrícola e a bovinocultura 69,2%. No mesmo período, de quase dez anos, o setor agropecuário movimentou R$ 27,8 bilhões, sendo a agricultura R$ 11,7 bilhões e a pecuária R$ 16,1 bilhões.

Conforme avalia o secretário de Agricultura, José Luis Tchê, o levantamento é importante para tomadas de decisão do setor, que visa fomentar o crescimento do agronegócio. “Fizemos um planejamento estratégico para caminhar de forma ordenada. Os dados indicam um ambiente de oportunidades e prosperidade”, disse o gestor.

Luís Tchê: “Tecnologia no campo e o apoio do governador Gladson Cameli são fundamentais a esse crescimento”. Foto: cedida

Luis Tchê enfatiza que, culturas como café e cacau ainda não apareceram no cenário econômico, mas prometem alavancar as safras este ano.

“Crescemos 7% nos primeiros seis meses e vamos crescer 20% em 2023, pois a tecnologia no campo e o apoio do governador Gladson Cameli são fundamentais a esse crescimento”, destaca o secretário, acrescentando que o Acre tem adotado um modelo satisfatório no cenário global, que é o comportamento sustentável no agronegócio.

O boletim econômico da Secretaria de Agricultura monitora os dados do setor mensalmente e estará disponível pelo site www.seagri.com.br.