A Secretaria de Estado de Saúde do Acre (Sesacre), em parceria com o Ministério da Saúde (MS), promoveu, na última sexta-feira, 25, um webinário sobre cuidados com crianças menores de sete anos e gestantes do Programa Bolsa Família (PBF) que apresentam sintomas de má nutrição, como desnutrição, obesidade e carências nutricionais.

Recentemente, o governo federal instituiu incentivos financeiros de custeio aos municípios, no âmbito da Atenção Primária à Saúde (APS), em parcela única, para o enfrentamento da Emergência em Saúde Pública de Importância Nacional (Espin) decorrente da Covid-19.

Sesacre realiza reunião virtual sobre ações de enfrentamento da má nutrição, no contexto da pandemia. Foto: Cedida

“Para os 22 municípios do nosso estado, foram destinados R$ 2.534.000,26. A portaria GM/MS nº 894, em seu capítulo III, orienta os municípios a investirem na organização da atenção nutricional e nas ações de segurança alimentar e nutricional, com ações que perpassam a vigilância alimentar, o acompanhamento do crescimento e desenvolvimento e as condicionalidades do PBF na saúde, entre outras”, ressalta Deltirene Cardoso, nutricionista e chefe do Núcleo de Alimentação e Nutrição da Sesacre.

O webinário contou com a apresentação dos técnicos da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição (CGAN) do Ministério da Saúde, e da equipe do programa federal Bolsa Família na Saúde, que fizeram explanações sobre as ações que podem ser desenvolvidas, e de como irá se dar o monitoramento para esse público específico. Participaram da reunião as referências estaduais e municipais do PBF na Saúde e coordenadores da Atenção Básica do Acre, além de técnicos do Estado do Mato Grosso.