Servidores recebem orientação de como identificar casos de tráfico humano

(Foto: Assessoria Sesp)
A campanha Coração Azul busca encorajar a participação em massa servir de inspiração para medidas que ajudem a acabar com o tráfico de pessoas (Foto: Marcelo Torres)

Nesta quinta-feira, 30, é lembrado o Dia Mundial de Combate ao Tráfico de Pessoas. A Secretaria de Segurança Pública (Sesp) realizou palestra alusiva à data para alertar os servidores sobre o enfrentamento ao tráfico de pessoas. De acordo com dados das Nações Unidas Sobre Drogas e Crime no Brasil, há mais de dois milhões de vítimas traficadas no mundo.

O Ministério da Justiça e a Organização das Nações Unidas (ONU) lançaram a Campanha Coração Azul contra o tráfico de pessoas. A mobilização mundial agora tem a versão brasileira para chamar a atenção da sociedade sobre esse crime, com isso o governo do Acre instituiu no início deste ano um decreto instituindo o Comitê Estadual de Tráfico de Pessoas.

No Acre, a Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh), está à frente dessa mobilização da sociedade e a conscientização de cada pessoa sobre o tráfico humano, pois o comitê possui representantes de diversas secretarias para alertar sobre as denúncias a serem realizadas.

“Estamos realizando a divulgação da Campanha Coração Azul dentro da Secretaria de Segurança Pública, nesse sentido estamos difundindo a ação para que mais pessoas tenham o conhecimento que o táfico de pessoas é uma realidade que atinge toda a sociedade, classes sociais e que precisa de um enfrentamento duro”, destacou o secretário Adjunto de Integração Social da Sesp, Vanderlei Thomas.

Thomas ressalta ainda que muitas vezes estamos em situações em que não percebemos que as pessoas estão sendo vítimas de tráfico, pois esse crime abrange situações de exploração sexual, trabalho escravo, extração de órgãos, adoção ilegal e outras situações.

O que é trafico de pessoas?

É comum o comércio de seres humanos. Ocorre quando a pessoa é levada a uma situação de exploração, mesmo que, de início, tenha concordado. O crime é caracterizado pelo recrutamento, transporte, transferência, abrigo ou recebimento de pessoas, por meio de ameaça ou uso da força ou outras formas de coerção, de rapto, de fraude, de engano, do abuso de poder ou de uma posição de vulnerabilidade ou de dar ou receber pagamentos ou benefícios para obter o consentimento para uma pessoa ter controle sobre outra pessoa.

camapanha

O que pode fazer para enfrentar o tráfico de pessoas?

A prevenção é sempre a melhor iniciativa. Portanto, ao verificar que existem indícios de tráfico humano, dê as seguintes orientações:

  • Duvide sempre de propostas de emprego fácil e lucrativo
  • Sugira que a pessoa, antes de aceitar a proposta de emprego, leia atentamente o contrato de trabalho, busque informações sobre a empresa contratante, procure auxílio da área jurídica especializada. A atenção é redobrada em caso de propostas que incluam deslocamentos, viagens nacionais e internacionais
  • Evite tirar cópias dos documentos pessoais e deixá-las em mãos de parentes ou amigos
  • Deixe endereço, telefone e/ou localização da cidade para onde está viajando
  • Informe para a pessoa que está seguindo viagem endereços e contatos de consulados, ONGs e autoridades da região
  • Oriente para que a pessoa que vai viajar nunca deixe de se comunicar com familiares e amigos.