diversão

Servidores do empreendedorismo e turismo realizam festa para crianças

Sem deixar de lado o Dia das Crianças, servidores da Secretaria de Estado de Empreendedorismo e Turismo (Seet) realizaram na manhã desta quarta, 12, uma festa para duzentas crianças dos bairros São Francisco, Eldorado, Caladinho e Doca Furtado.

Com a iniciativa e contribuição dos servidores, foi oferecido cachorro quente, refrigerante, algodão doce, refresco, pipoca e uma manhã de lazer no parquinho localizado na praça do relógio solar, em Rio Branco.

Festa alegra crianças e adultos durante a manhã de feriado. Foto: Victor Nogueira/Seet

“Essa foi uma iniciativa de todos os servidores em parceria com a Secretaria que entrou com a estrutura de barracas e com o proprietário dos brinquedos que se encontram no parquinho. Todas as crianças que estão participando são de bairros que identificamos e trouxemos para essa manhã de lazer”, disse Yara Azevedo, uma das coordenadoras da ação.

Para o proprietário do parquinho, o empresário Paulo Victor, a possibilidade de ajudar a fazer a ação em parceria com o governo é algo satisfatório.

“Quero agradecer a Deus que me abençoou com meu empreendimento e ao governo por meio dos servidores da secretaria que tomaram a iniciativa e estamos contribuindo com esse momento de lazer das crianças. Agradeço e parabenizo a todos os envolvidos”, destacou o empresário.

O secretário de empreendedorismo e turismo, Márcio Pereira esteve presente com os servidores e contribuiu com a entrega de lembrancinhas para as crianças presentes.

“Me sinto extremamente feliz por estar em meio a pessoas tão dedicadas e comprometidas com o servir. Quando me falaram da iniciativa deles, fiquei extremamente contente em poder contribuir e saber que conseguimos fazer a diferença na vida dessas crianças, nem que fosse por um dia”, frisou o secretário.

Mas quem gostou mesmo foram as crianças e seus pais, como a Valeria de Freitas, 6 anos, do bairro São Francisco.

“Eu gostei muito desse dia que poderíamos ter mais vezes. Minha mãe veio comigo e meus colegas do bairro e poderiam levar esses brinquedos lá para perto de casa”, relatou a pequena.