Semana do Enfermeiro é comemorada com várias atividades

No dia 12 de maio é comemorado o dia do enfermeiro. Para a festividade várias atividades foram desenvolvidas durante a semana com os enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem (Fotos: Marcelo Torres/Sesacre)
No dia 12 de maio é comemorado o dia do enfermeiro. Para a festividade várias atividades foram desenvolvidas durante a semana com os enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem (Fotos: Marcelo Torres/Sesacre)
No dia 12 de maio é comemorado o dia do enfermeiro. Para a festividade várias atividades foram desenvolvidas durante a semana com os enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem (Fotos: Marcelo Torres/Sesacre)

Em 12 de maio é comemorado o Dia do Enfermeiro. Para a festividade, várias atividades foram desenvolvidas durante a semana com os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem (Fotos: Marcelo Torres/Sesacre)

Em 12 de maio é comemorado o Dia do Enfermeiro. Para a festividade, várias atividades foram desenvolvidas durante a semana com os enfermeiros, técnicos e auxiliares de enfermagem. Nesta sexta-feira, 18, para o encerramento, foi oferecido um café da manhã realizado no refeitório do Hospital de Urgência e Emergência de Rio Branco (Huerb).

Segundo a diretora-geral do Huerb, Helyádia Prudêncio, essa é uma forma de homenagear a categoria pelos trabalhos em que eles desenvolvem na unidade. “Sabemos que o enfermeiro trabalha sob pressão de familiares, de paciente e até mesmo de outros profissionais, sendo um trabalho que causa muito estresse, por isso estamos proporcionando esse momento de descontração e harmonia entre esses trabalhadores”, diz.

Para alegrar ainda mais, o grupo da Rádio Humanizar esteve presente para realizar brincadeiras e músicas envolvendo todos os participantes,. Na oportunidade, um momento de reflexão com poemas e orações contagiou a todos, além da distribuição de brindes.

De acordo com a enfermeira Cleonice da Cunha, que trabalha há mais de 15 anos nessa profissão “essa é uma forma de reconhecimento do nosso trabalho, pois na maioria das vezes somos criticados, e as pessoas não veem que dedicamos mais de 80% de nosso tempo para o hospital. Além de cumprir com nossa carga horária de trabalho, realizamos os plantões, e isso toma boa parte do tempo de nossas vidas”, comenta.