Segurança e MPAC se unem para combate ao crime organizado

Objetivando o combate ao crime organizado, o governo do Estado do Acre por meio da Secretaria de Estado da Justiça e Segurança Pública e o Ministério Público Estadual, se reuniram nesta quinta-feira, 27, para assinatura de Termo de Cooperação Técnica para compartilhamento de informações da ferramenta Retina e do banco de dados de Orcrim’s.

O Retina e o Orcrim’s são um banco de dados desenvolvido pelo Núcleo de Apoio Técnico (NAT) do MPAC, para reunir informações referentes a pessoas integrantes de organizações criminosas.

A procuradora-geral de Justiça, Kátia Rejane Rodrigues, destacou a importância das parcerias institucionais para o Ministério Público.

O secretário Paulo Cézar Rocha afirmou que o convênio significa o fortalecimento das ações de combate ao crime organizado Foto: Ascom MPE

“Reafirmamos a disponibilidade de estar colaborando com o Estado através dos instrumentos que temos no MP, os quais buscamos aperfeiçoá-los cada vez mais, no sentido de dotar o nosso Núcleo de Apoio Técnico, para dar um suporte maior ao nosso Gaeco [Grupo de Atuação Especial no Combate ao Crime Organizado], e aos nossos membros que atuam na área criminal”, disse a chefe do MPAC.

O secretário de Estado de Justiça e Segurança Pública, Paulo Cézar Rocha, afirmou que o convênio significa o fortalecimento das ações de combate ao crime organizado através da integração e da busca do conhecimento necessário por meio dos órgãos do sistema de justiça criminal.

“O MPAC tem sido um parceiro fundamental, pois desenvolveu expertise conhecida em nível nacional e, com certeza, essas ferramentas que serão disponibilizadas oportunizarão ao sistema de segurança uma condição diferenciada para o combate às facções criminosas”, afirmou.

A agenda também contou com a presença do coordenador do Gaeco, procurador de Justiça Danilo Lovisaro, do procurador de Justiça Álvaro Pereira e do assessor do gabinete da Sejusp, Genival Soares.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest