Segurança Pública do Acre e de estado boliviano elaboram plano integrado

Gestores brasileiros e bolivianos estiveram reunidos durante toda esta quinta-feira, em Cobija, traçando novas estratégias (Foto: Andrey Santana/Sesp)
Gestores brasileiros e bolivianos estiveram reunidos durante toda esta quinta-feira, em Cobija, traçando novas estratégias (Foto: Andrey Santana/Sesp)

A cúpula da Segurança Pública do Acre está, nesta quinta-feira, 21, em Cobija, capital do Departamento de Pando, na Bolívia. A agenda é para construir um plano operacional conjunto com as autoridades do país vizinho, para reforçar a fiscalização dos veículos e de pessoas que cruzam a fronteira.

“Firmamos um protocolo com as intenções de trabalharmos conjuntamente. Trouxemos todos os comandantes e delegados responsáveis pela segurança nas cidades localizadas na faixa de fronteira na região do Alto Acre, para estreitar os laços e facilitar o trabalho com a Polícia Boliviana, para que a gente coloque em prática aquilo que já havíamos firmado, na semana passada, em Rio Branco”, disse o secretário de Segurança Pública do Acre, Emylson Farias.

Na semana passada, a Segurança Pública do Acre colocou em prática uma operação para fortalecer a fiscalização na região de Plácido de Castro. Além de ter como objetivo principal coibir a passagem de veículos roubados, os dois estados querem, também, cooperar com a troca de informações.

“Vamos ser bastante duros com aqueles delinquentes que afrontem a polícia, sempre respeitando as leis, porque a sociedade nos pede resultados. Já temos um plano de segurança e contingência. Vamos continuar com essa política de cooperação”, disse o coronel Juan Carlos Morales, chefe da Polícia Nacional boliviana, em Pando.

O secretário-geral do governo do Departamento de Pando, Miguel Garcia, também participou da reunião entre as polícias de ambos os países. “Estamos unido forças para que possamos combater o crime em todos os níveis e facilitar o trabalho de ambos os países”, pontuou.