SRAG

Saúde do Acre realiza reunião para apresentação da linha de cuidados com as infecções respiratórias agudas

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Saúde do Acre (Sesacre), realizou nesta terça-feira, 29, no auditório do Sebrae, em Rio Branco, uma reunião de apresentação da linha de cuidado de infecções respiratórias agudas (síndromes gripais e Síndrome Respiratória Aguda Grave – SRAG) causados pelo vírus da covid-19, Influenza e Sincicial Respiratório.

Estiveram na reunião os coordenadores dos setores da Sesacre, da Rede de Urgência e Emergência (RUE), da Secretaria Municipal de Saúde, da Central de Leitos, das unidades de Recursos Assistenciais Partilhados (URAPs), da Vigilância Epidemiológica, da Regulação e das inidades de Pronto Atendimento (UPAs).

Apresentação da Rede de Urgência e Emergência pelo coordenador da RUE, Edvan Meneses. Foto: Odair Leal/Sesacre

O objetivo foi conversar com os profissionais de saúde sobre os pontos de atenção que farão o atendimento à população e principalmente a estratificação de risco que determinará qual unidade o paciente deverá procurar quando estiver com sinais e sintomas específicos. Nos casos de sintomas de baixa complexidade deve-se buscar atendimento em uma unidade básica de saúde, nos casos de média complexidade deve-se procurar uma UPA, e nos casos de alta complexidade o paciente deverá procurar o Pronto-Socorro.

Secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano. Foto: Odair Leal/Sesacre

A secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano, falou da importância da união dos profissionais de saúde e instituições no combate às síndromes gripais e síndrome respiratória aguda grave. “Essa reunião é importante para reformular toda a rede de atenção para o atendimento aos pacientes que forem afetados pela covid-19, influenza e sincicial respiratório. É com essa união que poderemos enfrentar essas doenças”, afirmou.

De acordo com a secretária adjunta de Assistência à Saúde, Ana Beatriz Souza, esse evento visa a harmonia na construção da linha de cuidado aos atendimentos dos pacientes que procurarem as unidades de saúde das prefeituras, UPAs e Pronto-Socorro, como também todas as unidades do interior.

“É importante enfatizar que o planejamento para as unidades se baseia nos protocolos do Ministério da Saúde”, salientou a secretária adjunta de Assistência à Saúde, Ana Beatriz Souza.

“É importante enfatizar que o planejamento para as unidades se baseia nos protocolos do Ministério da Saúde, e que a Sesacre se coloca à disposição em todos os momentos necessários para a construção dos fluxos e protocolos, com o intuito de dar o melhor  atendimento ao paciente”, salientou Ana Beatriz Souza.