Saúde da Família de Plácido de Castro é uma das 14 melhores experiências em Saúde Pública no Brasil

Governador Binho Marques ficou encantado com a estratégia adotada e anunciou que vai levar todos os prefeitos do Acre para conhecê-la

 

dsc_0193.jpg

Governador Binho Marques elogiou bons resultados da saúde municipal em Plácido de Castro (Foto: Angela Peres/Secom)

Plácido de Castro foi indicado pelo Ministério da Saúde como um dos 14 municípios com o melhor sistema de saúde do Brasil. A indicação é fruto de um trabalho que prova, segundo o governador Binho Marques, que é possível fazer muita coisa, mesmo com pouco recurso. Na manhã desta quinta-feira, 28, o prefeito Paulinho Almeida e o secretário municipal de Saúde, Raimundo Alves Costa, apresentaram ao governador os resultados obtidos desde 2005. Binho ficou tão satisfeito que decidiu levar todos os prefeitos acreanos a Plácido de Castro para que eles conheçam o funcionamento do sistema de saúde no município.

O município passou de 40% de cobertura do programa Saúde da Família, em 2005, para 98,6% em 2008, índice considerado pelo Ministério da Saúde como 100% na prática. Também foram ampliadas de três para sete o número de equipes de saúde da família, totalizando 55 agentes, 10 ondontólogos, 10 médicos e seis enfermeiros, somente para o programa. Outro ponto importante no sistema de saúde municipal são os 13 locais alternativos de atendimento médico, de enfermagem e de ondontologia na zona rural. Somente em 2008 foram realizadas mais de 100 mil consultas médicas.

Um dado importante diz respeito à redução do índice de malária no município. “O Brasil é o país que mais notifica malária em toda a América do Sul e 99% das notificações são provenientes da Amazônia. De 2007 para 2008, conseguimos reduzir em 40% o número de casos notificados”, comemora o secretário municipal de Saúde.

O governador  Binho Marques ficou especialmente feliz quando percebeu que a estratégia de territorilização adotada por Plácido de Castro é a mesma que inspirou o programa Proacre, financiado pelo Banco Mundial, através do qual o Governo do Acre investirá 150 milhões de dólares nas áreas de Saúde, Educação e Produção Sustentável nas regiões mais isoladas dos 22 municípios do Estado. O Proacre vai proporcionar ações de saúde, educação e apoio à produção em comunidades isoladas existentes nos dez principais rios do Estado.

O governador Binho Marques destacou ainda que a saúde pública é o gargalo dos governantes do mundo inteiro e que Plácido de Castro, com todo este trabalho que vem sendo desenvolvido pelo prefeito Paulinho Almeida, é uma luz no fim do túnel.

“A continuidade deste trabalho é fundamental,  e precisamos valorizar porque aqui o prefeito Paulinho fez a opção certa. Ele está investindo recursos próprios na área de saúde – coisa que pouquíssimas prefeituras fazem no Brasil . Os prefeitos preferem investir  em calçadas e ruas – obras que todos vêem.  Embora todos se beneficiem da saúde, poucos lembram dela na hora das eleições. A saúde é um setor complexo e oneroso. Quero que todos os prefeitos sigam esta lógica e o exemplo da prefeitura de Plácido de Castro”, disse Binho.

O secretário de Saúde do Estado, Osvaldo Leal, ressaltou dois pontos importantes: “Fico muito orgulhoso pelo município de Plácido de Castro ter os melhores indicadores de Saúde entre as cidades acreanas e estar entre as 14 melhores do Brasil, com atestado do próprio Ministério da Saúde e do Conselho Nacional de Saúde”. Osvaldo Leal confirmou os dados apresentados de que Plácido tem ótimos índices de cobertura vacinal, atendimento materno-infantil, exames preventivos de câncer de colo de últero e cobertura em Saúde da Família.  Além disso, Osvaldo Leal informou que os alunos da faculdade de Medicina passam três semanas em Plácido aprendendo sobre atendimento à comunidade, e atenção básica de Saúde, aulas que fazem parte da cadeira de Estágio Rural.

Para o prefeito de Plácido de Castro, os investimentos em saúde eram necessários. “A população vivia castigada e sofrida. Precisava enfrentar filas que começavam às 19 horas da noite anterior para pegar uma ficha para o dia seguinte. Essa realidade mudou e queremos continuar trabalhando para oferecer uma saúde de qualidade, uma educação de qualidade e serviços que beneficiem toda a população”, disse Paulinho Almeida.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest