celebração

Rio Branco comemora 140 anos de fundação com importantes investimentos públicos na atual gestão

Neste 28 de dezembro de 2022, a capital acreana Rio Branco comemora seus 140 anos de fundação. Antes, um povoado que surgiu ao redor do Seringal Volta da Empreza, a cidade cresceu, prosperou e hoje abriga mais de 400 mil acreanos, o que representa quase metade da população do estado.

Centro de Rio Branco, próximo aonde a capital foi fundada em 1882. Foto: arquivo Secom

A cidade, que já foi palco de batalhas da Revolução Acreana, é um grande centro regional, e traz consigo 140 anos de muita história e conquistas, embora ainda seja considerada uma cidade “jovem”, em relação a outras capitais pelo país, e que foi fundada às margens do Rio Acre, por Neutel Maia.

Na atual gestão do Estado, concluem-se quatro anos de investimentos importantes para a capital, como a inauguração e obras de ampliação do Pronto-Socorro de Rio Branco. No enfrentamento à pandemia de covid-19, construiu um hospital de campanha em tempo recorde, além de investimentos históricos em todo o setor de Saúde pública.

Inauguração do hospital marca um novo tempo para a Saúde do estado. Foto: Marcos Vicentti/Secom

Pensando na segurança do cidadão, o quartel do Comando-Geral da Polícia Militar e diversas outras unidades da instituição foram reformados e ampliados na capital. O efetivo de praças foi aumentado por meio da realização de concursos públicos, tanto para a Polícia Militar, como Polícia Civil e Corpo de Bombeiros.

O governo ainda entregou equipamentos e investiu na capacitação dos profissionais da Segurança Pública. No agro, desenvolveu programas e estimulou a produção agropecuária, sempre com atenção dobrada ao pequeno produtor.

O governo reforçou o ativo de servidores públicos em diversas instituições por meio de concursos. Foto: Diego Gurgel/Secom.

Para resolver a questão fundiária, o governo, ao longo da gestão, regularizou e entregou títulos definitivos em diversos bairros de Rio Branco, dando a garantia ao cidadão, de ter sua própria terra.

Os rio-branquenses podem ter esperança de, a cada dia, receber mais investimentos na capital, uma cidade importante para o comércio e desenvolvimento do estado do Acre.