Rio Acre começa a apresentar primeiros sinais de vazante

Após chegar a marca histórica de 18,40 metros na noite de quarta-feira, 4, o Rio Acre começou a apresentar os primeiros sinais de vazante e às 8 horas desta quinta-feira, 5, registrou 18,33 metros. Atualmente 53 bairros estão atingidos pela alagação, prejudicando diretamente com a cheia 86.937 pessoas. Apenas a terceira ponte se mantém aberta com trânsito livre entre primeiro e segundo distrito. Prefeitura de Rio Branco e governo do Estado mantêm 26 abrigos funcionando. Juntos eles possuem 9.251 pessoas até o momento.

A redução no nível do Rio Acre contrariou até mesmo as expectativas do Serviço Geológico do Brasil (CPRM), que acreditava que o rio ainda teria um aumento de nível durante a noite. Segundo Vera Reis, assessora da Secretaria de Meio Ambiente, as chuvas na cabeceira do Rio Acre não foram mais suficientes para manter uma elevação do nível do rio. “Essas águas vão demorar de dois a três dias para chegar aqui e não devem mais influenciar no aumento. Nossa preocupação ainda é o Riozinho do Rola, mas ele também tem se mantido estável”, conta Vera.

Segundo os novos cálculos a partir dos modelos climatológicos, a nova expectativa é de que o Rio Acre diminuía de 10 a 12 centímetros nas próximas 12 horas, dependendo do nível da chuva. O governo observa com atenção a redução do Rio Acre e aguardará até ser seguro tomar ações de limpeza e que a população esteja liberada para voltar às suas casas.