RETROSPECTIVA

Deracre chega ao fim de 2023 com mais de cem obras em todo o Acre

O Departamento de Estradas de Rodagem do Acre (Deracre) finaliza o ano de 2023 superando expectativas na realização de intervenções nos 22 municípios do estado. O órgão é responsável pelas obras do Anel Viário de Brasileia, Ponte de Sena Madureira, Ponte da Sibéria, em Xapuri, duplicação da AC-405, Passarela de Marechal Thaumaturgo, Arco Metropolitano de Rio Branco, Estrada do Bujari, Nova Entrada de Tarauacá, Orla de Brasileia, Nova Entrada de Plácido de Castro, Estrada de Porto Walter, Estrada do Envira, manutenção da AC-90, Variante de Xapuri, aeródromos, recapeamento da Via Chico Mendes e manutenção das rodovias.

Ponte Frei Paolino Baldassari liga o Primeiro ao Segundo Distrito de Sena Madureira. Foto: Rafael Dias/Deracre

“Agradeço todo empenho dos servidores do Deracre. Foi um ano de muitos avanços, estamos trabalhando para que em 2024 muitas obras se concretizem e estamos empenhados em garantir mais qualidade de vida para o povo acreano”, afirmou o presidente do Departamento, Sócrates Guimarães.

A Ponte Frei Paolino Baldassari, que liga os dois distritos de Sena Madureira, é um marco na integração da cidade e representa um compromisso firmado com os moradores, cumprido pela atual gestão do governador Gladson Cameli. Na obra, foram investidos mais de R$ 36 milhões, provenientes de recursos próprios; a estrutura principal tem 200 metros e uma extensão total de 232 metros, com as rampas de acesso, beneficiando mais de 2.500 famílias.

O Estado também investiu R$ 9 milhões no recapeamento asfáltico que renovou a Via Chico Mendes, em Rio Branco. Os recursos de R$ 4,8 milhões são de emenda parlamentar apresentada em 2019, pelo então senador Gladson Cameli.

Mais de quatro quilômetros da Via Chico Mendes foram recapeados pelo Deracre. Foto: Alcione Medeiros/Deracre

Os aeródromos iluminados do Acre contabilizaram mais de dois mil pousos aeromédicos. O Acre tem cinco aeródromos que podem operar tanto de dia quanto à noite: Marechal Thaumaturgo, Manoel Urbano, Porto Walter, Feijó e Xapuri.

E, no segmento de navegação, por exemplo, o órgão administra as atividades de 23 balsas, garantindo o transporte gratuito nos municípios acreanos.

Revitalização dos aeródromos do Acre possibilita o transporte de pacientes em voos noturnos. Foto: Ascom/Deracre

De janeiro a dezembro, o Departamento recuperou mais de três mil quilômetros de ramais e construiu mais de 50 pontes de madeira  nos 22 municípios. O trabalho nos ramais é contínuo e tem garantido o trânsito dos moradores e o escoamento da produção agrícola para os mercados municipais.

Somente no Juruá, a atuação da autarquia possibilitou a recuperação de mais 700 quilômetros de ramais. Foto: Beatriz Santos/Deracre

Ao mesmo tempo, as usinas de asfalto atuaram na conservação das rodovias AC-405, AC-407, AC-485, AC-40, AC-10 e AC-475. Além disso, contabilizaram serviços de manutenção, terraplenagem, pavimentação e sinalização em mais de 30 prédios públicos em todo o estado.

Deracre tem apoiado demais instituições do Estado. Foto: Egidio Roque/Deracre

Os parques públicos de Mâncio Lima e Rodrigues Alves se tornaram as maiores áreas públicas de lazer para a população dos municípios, garantindo mais conforto aos visitantes que realizam caminhadas, passeios, atividades de lazer e exercícios físicos.

A maior feira agropecuária do Acre também contou com trabalho do Deracre que asfaltou a Arena de Shows da Expojuruá, em Cruzeiro do Sul, e investiu mais de R$ 970 mil na manutenção do Parque de Exposições Wildy Viana, em Rio Branco.

Arena de Shows recebeu pavimentação asfáltica do Deracre. Foto: Marcos Santos/Secom

Em mais uma significativa entrega para a população interiorana, o Deracre inaugurou a ponte sobre o Igarapé São Pedro, na zona rural de Assis Brasil. A ponte foi construída com recursos próprios do Estado, na ordem de R$ 992 mil. Mais de 300 famílias que obtêm seu sustento da terra foram beneficiadas, podendo contar com maior trafegabilidade para o escoamento de produção.

Nova ponte de madeira tem 68 metros de extensão e foi construída com estrutura estaqueada, que garante maior durabilidade durante todo o ano no trajeto dos produtores rurais. Foto: Rafael Dias/Deracre

Em parceria com a Prefeitura de Feijó, foi concluído o acesso terrestre que liga o município a Envira, no Amazonas. Em 2022, os agentes técnicos da autarquia atuaram, na limpeza e reabertura em 55 quilômetros, com início na estrada vicinal em Feijó, até a margem do Rio Jurupari, na divisa do Acre com o Amazonas. E, em 2023, o restante de oito quilômetros do acesso foi concluído pelo município de Envira. Com resultado, uma nova embarcação de 18 metros de comprimento por 5m de largura foi transportada para o município, para efetuar a travessia no Rio Jurupari.

Governo do Acre transportou a nova balsa e garantiu R$ 140 mil para melhorias para a Estrada do Envira. Foto: Egídio Roque/Deracre

Respeitando diretrizes de preservação ambiental, o governo do Estado, por meio do Deracre, e a Prefeitura de Porto Walter concluíram a abertura definitiva do ramal que interliga Porto Walter a Rodrigues Alves. O novo trecho de 3,8 km garante o desvio da Terra Indígena (TI) Jaminawa do Igarapé Preto. A área de incidência da TI foi interditada, e a Prefeitura iniciará em breve o reflorestamento, para minimizar os impactos causados pela ação humana, conforme determinação dos órgãos ambientais.

Novo traçado foi executado pela Prefeitura de Porto Walter. Foto: Ascom/Deracre

Em Rio Branco, o governo do Acre entregou três novas pontes de concreto no Ramal do Jarinal no km 72 da AC-90 (Transacreana). As novas estruturas foram construídas com recursos de R$ 1,7 milhão assegurados por meio de emenda parlamentar do deputado federal Alan Rick, que garantiu acesso para mais de 80 famílias.

Em 2023, a autarquia completou 60 anos com grandes obras a todo vapor. Os investimentos do Estado por meio do Deracre têm mudado para melhor a paisagem e a vida dos acreanos nas cidades e na zona rural. A autarquia é responsável por atividades relativas à execução, conservação e fiscalização de obras públicas.

Ponte Metálica

A obra de reforço estrutural e elevação da Ponte Metálica Juscelino Kubitschek sobre o Rio Acre, no centro de Rio Branco, atingiu 50% de execução e os trabalhadores da empresa Procec avançam na remoção dos aparelhos de apoio antigos e na substituição por novos apoios de neoprene nos blocos. A previsão de conclusão é para fevereiro de 2024.

Manutenção é essencial para garantir a segurança e mobilidade dos usuários. Foto: Gabriel Freire/Deracre

Nova Entrada de Tarauacá

Nas obras de implantação de pavimentação no terceiro acesso ao município de Tarauacá, os trabalhadores avançaram com serviços de aterro e drenagem com a execução de tubos em concreto. A obra é realizada sob a supervisão do Deracre e conta com investimento de R$ 11,4 milhões, provenientes de emenda parlamentar do ex-deputado federal Jesus Sérgio. O investimento em infraestrutura na estrada fortalece a mobilidade dos moradores dos bairros Copacabana, Avelino Leal e Centro pela BR-364 e facilita a entrada e saída de caminhões de mercadorias na cidade.

Estado garantiu reinício das obras da terceira entrada de Tarauacá. Foto: Ascom/Deracre

Estrada da Variante

A pavimentação da Estrada da Variante é uma das obras estratégicas do mandato do governador Gladson Cameli, que firmou compromisso com a comunidade para sua execução. A obra contempla a implantação e a pavimentação de 17,5 km da rodovia AC-380, do entroncamento até a BR-317, com um investimento de R$ 24 milhões, fruto de emenda parlamentar do senador Márcio Bittar. Os trabalhos na Estrada da Variante atingiram 80% de conclusão e estão sendo executados pelo Consórcio Laranjeiras, formado pelas empresas MSM – Pedra Norte e Marts Transportes.

Estrada da Variante está sendo construída com recursos de emendas e vai mudar a vida da comunidade. Foto: Pedro Devani/Secom

AC-405

Com 87% da primeira etapa concluída, a rodovia AC-405 tem previsão de finalização para junho de 2024 e tem proporcionado mais mobilidade à população, além de contemplar serviços de terraplanagem, pavimentação, drenagem, sinalização, paisagismo, proteção ambiental e outras ações complementares. Com investimentos de R$ 18 milhões destinados, por meio de emenda parlamentar do senador Márcio Bittar para a segunda etapa, o projeto, executado pelo Consórcio AC-405 II e fiscalizado pelo Deracre, deve ampliar os trabalhos no trecho de 10,3 km, que se inicia no Aeroporto Marmud Cameli até o entroncamento da AC-405 e AC-407.

Deracre tem acompanhado de perto a execução da primeira etapa da obra. Foto: Marcos Santos/Secom

Além disso, na duplicação da Rodovia AC-405, entre Cruzeiro do Sul e Mâncio Lima, o governo do Acre desenvolveu um projeto de educação patrimonial nas escolas, comunidades e empresas, localizadas no eixo da rodovia. O projeto, idealizado pelo Núcleo de Meio Ambiente do Deracre, avançou no objetivo de instruir sobre a importância histórica dos locais dos municípios, e segue uma exigência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan).

Deracre promoveu quatro oficinas em cinco escolas da região com foco no envolvimento afetivo de 350 crianças para a valorização do patrimônio arqueológico. Foto: Beatriz Santos/Deracre

Ponte da Sibéria, em Xapuri

O sonho da tão aguardada ponte sobre o Rio Acre, em Xapuri, aproxima-se cada vez mais da realidade. Executada pelo governo do Estado, a obra já está 50% finalizada e, muito em breve, colocará fim, de uma vez por todas, à dependência de embarcações para ligar a comunidade da Sibéria à região central da cidade. A construção da estrutura está sob a responsabilidade do Deracre e do Consórcio Rio Acre. O empreendimento público já consumiu 330 toneladas de aço e 2,5 mil metros cúbicos de concreto.

Executada pelo governo do Estado, obras da Ponte da Sibéria, em Xapuri, já estão 50% concluídas. Foto: cedida

Além de melhorar a mobilidade urbana de 20 mil pessoas, a obra, que terá 363,8 metros de extensão, contribui com a geração de 34 postos de trabalho diretos. “Em janeiro, vamos iniciar a etapa da construção dos balanços sucessivos. A expectativa é que a ponte seja inaugurada até o fim do segundo semestre de 2024”, afirma Sócrates Guimarães.

O investimento total na Ponte da Sibéria é estimado em R$ 40 milhões. Desse montante, R$ 15 milhões são de recursos próprios do governo acreano e R$ 25 milhões provenientes de emenda parlamentar do senador Márcio Bittar.

Estrada de Bujari a Porto Acre

Com intuito de melhorar a infraestrutura viária, o Deracre avançou com as obras da rodovia AC-445, que ligará os municípios de Bujari e Porto Acre, pela Vila do V. São mais de R$ 25 milhões para a construção, dividida em dois lotes, sendo o lote I com extensão de 19,60 km e o lote II com extensão de 18,66 km. O valor faz parte de uma emenda parlamentar de R$ 126 milhões, do senador Márcio Bittar, relator do Orçamento-Geral da União (OGU) de 2020 a 2021, destinada ao governo do Acre para as estradas estaduais.

Objetivo é a realização de serviços de implantação e pavimentação da rodovia AC-445, que conectará os municípios de Porto Acre e Bujari. Foto: Eduarda Oliveira/Deracre

Obras da nova entrada de Plácido de Castro

As obras de modernização viária da AC-40, no acesso a Plácido de Castro, com investimento de R$ 6 milhões, por meio de emenda do senador Márcio Bittar, criam aquela que será a principal entrada da cidade, com portal e rotatória, além da restauração de 2,5 quilômetros do pavimento da estrada. Os trabalhadores avançaram na execução de serviços de limpeza mecanizada para recolocação dos postes de energia. Além disso, devem avançar para a etapa de serviços de drenagem. A obra tem previsão de entrega para setembro de 2024.

Modernização viária inclui a restauração de 2,5 km do pavimento da AC-40. Foto: cedida

Obras no Ramal Novo Horizonte

Além disso, as obras de pavimentação seguem no Ramal Novo Horizonte, que conta com a destinação de R$ 8,4 milhões de emenda parlamentar do senador Márcio Bittar, para asfaltamento. O ramal é um dos mais importantes polos agrícolas da região e é responsável por fazer a ligação entre a rodovia BR-364 e a estrada AC-475. Os trabalhadores da empresa Emot Construções trabalham em 9,7 quilômetros da estrada na terraplanagem, com execução de serviços de limpeza mecanizada, carga e descarga de material de bota-fora, transporte de material de bota-fora, corte mecanizado e aterro compactado.

Equipe da empresa tem trabalhado nos serviços de drenagem com a implantação de bueiros tubulares e confecção de bocas em concreto; instalação de bueiros celulares (galerias); e construção de cercas em madeira nas áreas de interseção, entre a obra e as propriedades dos moradores. Foto: Ascom/Deracre

Obras do Anel Viário de Brasileia-Epitaciolândia

Em tratativas com o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit), o Deracre trabalha para retomada das obras que passarão por um novo processo licitatório, contemplando a continuidade do processo de desapropriação das áreas, execução de terraplanagem das cabeceiras da ponte, sendo que o retorno da obra vai gerar emprego e renda na região. Com investimento de R$ 60,4 milhões provenientes do Dnit, o anel viário terá extensão de 10,3km, contemplando uma nova ponte de 251,5m de comprimento e 15,95m de largura, contando com duas faixas de rolamento para veículos, além de acostamento e passarelas em ambos os lados.

Obra beneficiará mais de 50 mil habitantes e movimentará a economia na região, com geração de trabalho e renda. Foto: Ascom/Deracre

O Acre tem passado por transformações com uma atuação marcada em ações municipalistas do governo do Estado, por meio do Deracre, que resultam em muito trabalho e em obras que serão iniciadas e entregues em 2024.

Construção da Passarela sobre o Rio Amônia, em Marechal Thaumaturgo

O governador Gladson Cameli lançou a obra da Passarela do Rio Amônia, fruto de uma emenda parlamentar do senador Márcio Bittar, celebrando um marco histórico para o município de Marechal Thaumaturgo. A passarela terá ao todo 201 m de comprimento, com uma pista de 2,40 m de largura. O investimento total é de R$ 5 milhões. O convênio, firmado pelo Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional (MIDR), é parte integrante da visão estratégica do governo do Acre em superar desafios logísticos e proporcionar condições mais seguras e eficientes para o deslocamento da população.

Em Marechal Thaumaturgo, a população que precisa dos serviços do aeródromo do município precisa fazer a travessia do Rio Amônia por barco, o que deixa o trajeto dificultoso, dependendo das condições do rio. Com a passarela, todos os transtornos serão encerrados. Foto: Ilustração – Ascom/Deracre

“Eu sou testemunha que, em 1997, começou a primeira obra da pista do aeródromo de Marechal. Subi muito essas escadas pra comprar guaraná Baré e em todas elas eu imaginava como seria colocar uma ponte aqui. Então, como presidente do Deracre, eu estou realizando um sonho de dar início a esta obra aqui, agradecendo todo o empenho do governador Gladson Cameli e do senador Márcio Bittar”, afirmou Guimarães.

Obra da Orla do Rio Acre em Brasileia

O governo do Acre também assinou ordem para o início da obra da Orla do Rio Acre em Brasileia. A obra irá ligar a parte alta à parte baixa da cidade no trecho que foi destruído pelas enchentes de 2012 e 2015. A nova orla está orçada em R$ 16,6 milhões e os recursos são frutos de emenda parlamentar do senador Márcio Bittar e outros parceiros, entre os quais o governo do Acre, a Prefeitura de Brasileia e o Ministério da Integração e Desenvolvimento Regional. A expectativa é que o trabalho seja iniciado no próximo ano, por conta do inverno, e será feita nos moldes da Gameleira de Rio Branco, com serviço de contenção de barrancos, calçadão e quiosques para lanches e turismo, com previsão de conclusão para setembro de 2024.

Obra beneficiará não só os moradores dos bairros centrais e do entorno, incluindo a cidade vizinha de Epitaciolândia, como o trade turístico. Foto: Pedro Devani/Secom

Obras de pavimentação do Ramal dos Paulistas

Em 2023, o governo determinou início das obras de pavimentação de 11 km da estrada vicinal do Ramal dos Paulistas, em Porto Acre. Com investimento de R$ 14 milhões, por meio de emenda do senador Márcio Bittar, as obras estão sendo supervisionadas pelo Deracre e executadas pelo Consórcio Paulista. A construção é dividida em dois lotes, sendo o lote 1 com extensão de 5,6 km e o lote 2 com extensão de 5,02 km. Serão executados os serviços de terraplanagem, sinalização, drenagem e pavimentação asfáltica.

Obra beneficia diretamente o município de Porto Acre, facilitando o transporte e escoamento de produtos agropecuários, além de trazer melhoria para a trafegabilidade de veículos e pessoas. Foto: Rafael Dias/Deracre

Obras de pavimentação do Ramal do Adolar em Sena Madureira

Com o Deracre, o governo do Estado deu ordem de serviço para a pavimentação asfáltica e dispositivo de drenagem do Ramal do Adolar, com implementação de ciclovia. Os recursos são provenientes de emendas de R$ 9 milhões do senador Márcio Bittar.

Assegurados

Na busca de superar os desafios, o governo do Acre avança para o próximo ano com novas obras por meio do Deracre, para garantir maior segurança, trafegabilidade e contribuir para o desenvolvimento econômico e social do Acre. Em 2023, o Deracre apresentou mais de 30 projetos de infraestrutura aos parlamentares da bancada federal acreana. Entre as obras apresentadas, o órgão conseguiu captar mais R$ 35 milhões para a continuidade da Ponte da Sibéria, em Xapuri; R$ 24 milhões para o Viaduto da Corrente; R$ 47 milhões em 50 pontes de concreto nos ramais; R$ 18 milhões para a restauração do segundo trecho da AC-405 e R$ 43 milhões assegurados para melhorias nos ramais do Acre.

Deracre trabalhou em projetos e buscou parlamentares para assegurar recursos de obras. Foto: Ascom/Deracre

“Os projetos do Deracre estão assegurados, e aqui ressaltamos o compromisso do governador Gladson Cameli e da bancada federal, que têm trabalhado e cumprido seu papel de fortalecer a infraestrutura e de melhorar a vida dos acreanos”, afirmou o presidente do Deracre, Sócrates Guimarães.

Sócrates ressalta que o governo federal é uma das fontes que destina verbas por meio dos vários ministérios, porém sempre mediante projetos bem elaborados, que retratam as prioridades e demandas dos municípios. Em fase de licitação, o Departamento prevê mais de R$ 270 milhões para obras como o Arco Metropolitano de Rio Branco, melhoramento de ramais e pavimentação asfáltica de vias urbanas nos municípios. Cerca de dez projetos seguem em aprovação e somam mais de R$ 144 milhões em recursos investidos. São mais de R$ 312 milhões em obras públicas que avançam a cada dia.