Reconhecimento e homenagens

PM comemora 93 anos com formatura, promoções e reconhecimento de oficiais

promocao_policia_militar_foto_angela_peres_08_edit.jpg

Governador em exercício, César Messias, passa em revista às tropas para dar início à solenidade de promoção de oficiais e formatura de 93 anos da PM no Acre. (Foto Angela Peres/Secom)

Dezesseis oficiais da Polícia Militar do Estado do Acre foram promovidos em solenidade que aconteceu no fim da tarde desta segunda-feira, em comemoração aos 93 anos da PM no Acre. As promoções foram por merecimento ou tempo de serviço. Além da promoção, oficiais com 10, 20 e 30 anos de serviços prestados foram condecorados com medalhas.

Segundo o comandante da Polícia Militar no Acre, coronel Romário Célio, as promoções por merecimento obedeceram a rígidos critérios que vão desde a capacidade cognitiva, conhecimento técnico profissional e civil até a dedicação à corporação.

"Noventa e três anos é uma data muito significativa para uma corporação. São muitos anos de dedicação, de serviço à sociedade. Esta promoção é um reconhecimento do Estado a estes profissionais que dedicam sua vida em prol da coletividade. Para eles também significa o aumento das responsabilidades, o que implica na prestação de um serviço com ainda mais qualidade", disse o coronel.

promocao_policia_militar_foto_angela_peres_05_edit.jpg

Oficiais foram promovidos por critérios de merecimento ou antiguidade durante solenidade que comemorou também os 93 anos da PM no Estado. (Foto Angela Peres/Secom)

A secretária de Segurança Pública, Márcia Regina, lembrou que a PM acreana foi uma das primeiras no Brasil a exigir nível médio para fazer parte da corporação, garantindo uma tropa qualificada.

"Como toda carreira hierárquica as promoções acontecem por merecimento ou tempo de serviço e foram estes os critérios que o Governo utilizou na hora de promover estes oficiais. Levou-se em conta a qualificação, os serviços prestados, a postura profissional, sua dedicação ao trabalho. A Polícia Militar cumpre um papel fundamental que é assegurar o Estado de Direito, onde dedicação e hierarquia são os pilares desta carreira, que é uma das mais sólidas entre as carreiras militares no Brasil", comentou a secretária de Segurança.

promocao_policia_militar_foto_angela_peres_07_edit.jpg

Solenidade foi prestigiada pelo governador em exercício, César Messias, comandante da PM, coronel Romário Célio, secretária de Segurança, Márcia Regina e outras autoridades do executivo e judiciário. (Foto Angela Peres/Secom)

O governador em exercício, César Messias, lembrou que o aniversário, que se aproxima de um centenário, é um momento oportuno para que todos parem e façam uma reflexão da contribuição da PM ao Estado, do dever do Estado junto à PM, de tudo o que foi feito pela corporação pelo Estado até agora e o que ainda precisa ser feito.

"Esta é a hora de refletirmos sobre o papel de cada um, de agradecer aos relevantes serviços prestados à sociedade, já que a Polícia Militar trabalha para garantir nossa segurança e de reconhecer a importância que ela tem junto ao Estado", disse o governador em exercício.

O ex-capitão Luciano Dias da Fonseca, foi um dos três capitães promovidos durante a solenidade. Ele e Atahualpa Batista Ribeiro, foram promovidos por merecimento ao posto de major. Também recebeu a insígnia o major Marcos da Silva Kimpara, por tempo de corporação.

"É um momento muito importante na minha vida, um reconhecimento que me deixa bastante honrado, e tenho consciência que a partir da agora minha responsabilidade dobra", comentou o major Atahualpa.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest