Em 100 dias, pequenos negócios recebem R$ 500 mil

Primeira entrega de equipamentos pelo governo do Estado no ano de 2015 (Foto: Arquivo Secom)
Primeira entrega de equipamentos pelo governo do Estado no ano de 2015 (Foto: Arquivo Secom)

Avalia-se que aproximadamente R$ 500 mil foram investidos em equipamentos para empreendimentos individuais e coletivos entregues pela Secretaria de Estado de Pequenos Negócios (SEPN) nestes primeiros 100 dias de gestão. Outros destaques são o lançamento do Programa Estadual de Feiras Regionais e o grande apoio logístico e humano da instituição durante os dias de enchente no Acre.

Nesta primeira etapa de 2015, ressalta-se o trabalho de mobilização envolvido para o desenvolvimento do programa de feiras, que visa o desenvolvimento econômico em todos municípios, por isso foi provocado o fortalecimento das parcerias entre empreendedores e prefeituras, e também pactuação da metodologia por meio de cartilhas.

pequenos_negocios_100_dias_thennyson_passos

O planejamento estratégico da SEPN também evoluiu para a articulação a fim de promover os pequenos negócios para a juventude. Entre as metas, está a oportunidade de primeiro emprego, ressocialização e novas áreas de empreendimentos que contemplem essa categoria.

Aqui Tem um Pequeno Negócio!

Mais 230 pequenos negócios foram fomentados pelas entregas de equipamentos, soma que aproxima da meta de 15 mil beneficiados pela política de inclusão socioprodutiva desenvolvida desde a criação da SEPN. Entre os eventos governamentais, ressalta-se a participação de pequenos negócios nas praças de alimentação dos carnavais nos bairros e o apoio institucional para as Feiras do Peixe de Bujari e Tarauacá.

A primeira realização envolvendo a economia solidária neste ano foi a edição de Páscoa, marcada pelo lançamento do Programa Estadual de Feiras Regionais realizado pelo governador Tião Viana. A atividade comercial no Mercado Velho foi um sucesso e fechou com balanço positivo para as famílias. Já foram entregues 24o tendas comerciais do total de 1.000 barracas previstas no programa.

Diagnóstico foi realizado em locais que foram alagados (Foto: Arquivo Secom)
Diagnóstico foi realizado em locais que foram alagados (Foto: Arquivo Secom)

Alagação

Durante a alagação, o gestor Henry Nogueira participou diretamente das equipes de diagnóstico de impactos. Na capital, cerca de 50 servidores se solidarizaram e se dispuseram a trabalhar nos abrigos públicos. Foram realizadas ainda atividades de cortes de cabelo por beneficiados em capacitação no abrigo do Parque de Exposições. A SEPN deu apoio logístico com 12 tendas para abrigos e ainda um barco e dois caminhões que foram utilizados pela Defesa Civil Municipal.