DOCTV IV é lançado no Acre

A quarta edição do DOCTV, Programa de Fomento à Produção e Teledifusão do Documentário Brasileiro, com o tema "Quando a realidade parece ficção, é hora de fazer documentários" foi lançada nesta terça-feira, 27, em coletiva para a imprensa com a participação de Daniel Zen, presidente da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour, Surama Chaul, coordenadora do DCTV Acre e Rose Farias, presidente da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-metragistas do Acre (ABDeC/AC).

Nesta quarta-feira, 28, às 19 horas, no Theatro Hélio Melo, o programa será apresentado aos produtores independentes e convidados, com a exibição do filme Procura-se Janaína de Miriam Chnaiderm (54 mn), que faz parte da série Cinco Sobre Cinco Documentários, do Rumos Itaú Cinema e Vídeo, e após será oferecido um coquetel aos convidados.

O DOCTV IV é promovido pela Secretaria do Audiovisual do Ministério da Cultura, a Associação Brasileira das Emissoras Públicas Educativas e Culturais – ABEPEC, a Fundação Padre Anchieta – TV Cultura, a Empresa Brasil de Comunicação – TV Brasil e o Governo do Estado do Acre, através da TV Aldeia e Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour com o apoio da Associação Brasileira de Documentaristas e Curta-metragistas do Acre – ABDeC/AC. As inscrições para o concurso para seleção de projetos de documentário acontecem até o dia 11 de julho de 2008, na TV Aldeia.

Surama Chual, coordenadora do programa no Acre, falou sobre as novidades em 2008, ressaltando que o DOCTV fomenta a produção regional como uma forma de divulgar a cultura de cada lugar para o país.

"Para nós representa uma forma de lançar o olhar da cultura acreana para o Brasil, já que as produções ganhadoras são veiculadas na grade nacional da TV pública. Esse ano as novidades se referem ao valor para o ganhador do concurso, antes R$ 100 mil, hoje R$ 110 mil; a quantidade de projetos inscritos que precisa ser no mínimo seis, mas pretendemos dobrar esse número; e quem for se inscrever na oficina de formatação de projetos assina uma carta de compromisso com a coordenação do DOCTV de que irá participar do concurso. A nossa idéia é fazer o chamamento para uma participação significativa nessa edição, pois entendemos é muito importante para a produção independente".

Daniel Zen, presidente da Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour durante a coletiva ressaltou que o DOC TV é uma proposta de fomento, incentivo e fragmentação da produção de documentários, que antes ficavam apenas no eixo Rio-São Paulo. "O importante do programa é que uma grande integração da cultura brasileira. Quando se descentraliza a produção permitimos a criação dos vários olhares sobre a cultura do nosso país, e com isso nos aproximamos. O programa DOCTV tem por objetivos fomentar a regionalização da produção de documentários, incentivar a parceria de produtores independentes com as TVs públicas e implantar um circuito nacional de teledifusão através das emissoras da Rede Pública de Televisão."

O Governo do Estado, através da TV Aldeia e Fundação Elias Mansour participa como parceiro com a contrapartida de R$ 30 mil reais. Para Rose Farias, presidente da ABDeC/AC, o DOCTV é um dos mais importantes projetos de fomento à produção audiovisual independente criado pelo Ministério da Cultura.

"Este é um dos motes do DOCTV, onde um dos seus principais objetivos é articular a produção de documentários, com a implantação de Pólos Regionais, criando-se núcleos de realizadores e produtores independentes nos Estados. O DOCTV é muito importante, a ABDeC-AC foi impulsionada pelo programa, e hoje é uma das principais parceiras. Programas como o DOCTV incentivam a produção audiovisual local, criando um mercado onde quem não está adequado terá que se enquadrar, isso com o tempo será algo superável que vai gerar organização e profissionalização".

Premiação – O Concurso DOCTV IV, premiará um projeto de Documentário no Acre, com um contrato de co-produção no valor de R$ 110 mil (cento e dez mil reais), para realização de um documentário; promoverá a teledifusão nacional do documentário premiado em horário nobre, em Rede Pública de Televisão; e a participação do autor do projeto de documentário selecionado no concurso acreano DOCTV IV na Oficina para Desenvolvimento de Projetos, que reúne os 35 autores de projetos selecionados nos Concursos Estaduais DOCTV IV. Essa oficina reúne cinco expoentes do documentário nacional para debate e aperfeiçoamento dos projetos, antes do início da gravação. Nas edições anteriores a oficina teve como orientadores os documentaristas Geraldo Sarno, Eduardo Coutinho, Eduardo Escorel, Maurice Capovilla, Jorge Bodanzky, Giba Assis Brasil, Cristiana Grumbach, Ruy Guerra e Joel Pizzinni.

O autor e seu respectivo diretor de produção participam ainda da Oficina de Desenho Criativo de Produção, que leva os autores e diretores de produção dos projetos selecionados nos Concursos Estaduais DOCTV IV a um Pitching com dois renomados produtores audiovisuais, para aperfeiçoamento dos Desenhos de Produção dos documentários, antes do início da gravação.

Oficina de Formatação de Projetos – O concurso acreano oferece ainda, aos produtores independentes do estado, a realização de uma Oficina para Formatação de Projetos, que consiste na exposição do formato de apresentação do projeto de documentário do DOCTV, a partir da programação de documentários e discussão dos projetos individuais dos autores proponentes. A oficina que será ministrada pelo diretor e montador de cinema, André Francioli, oferece 30 vagas, e acontece no período de 09 a 13 de junho de 2008, das 18 às 22 horas, na Escola Campos Pereira. As inscrições para a oficina estão abertas até o dia 06 de junho, das 8h30 às 17 horas, na TV Aldeia. 

Serviço:

Inscrições para o concurso – de 27 de maio a 11 de julho de 2008

Local: TV Aldeia – Rua Rui Barbosa, 371 – Centro – segunda-feira a sexta-feira, das 8h30 às 17 horas – informações e regulamento: www.ac.gov.br/doctv – Telefone: 3223-6280

Inscrições oficina de formatação de projetos – de 27 de maio a 06 de junho de 2008 na TV Aldeia