Professora ganha prêmio de redação da Academia Brasileira de Letras e Folha Dirigida

Concurso recebeu cerca de 40 mil redações sobre centenário de morte de Machado de Assis

professora-vence-concurso.jpgA professora acreana, Alessandra Amaral, 27 anos, não esconde seu entusiasmo e alegria.O motivo ? Ela acaba de ter um artigo selecionado pela Academia Brasileira de Letras(ABL) e Folha Dirigida,  para fazer parte de uma coletânea em homenagem ao escritor Machado de Assis.Alessandra é professora da Secretaria de Estado de Educação, no Programa Especial de Ensino Médio-Peem Poronga onde atua há dois anos.

Com uma redação baseada na importância de Machado de Assis para a história cultural brasileira, Alessandra, foi uma das cem ganhadoras do concurso que reuniu cerca de 40 mil produções textuais de todo país e que tinha como tema "A importância de Machado de Assis um século depois de sua morte".

Emocionada, a jovem professora formada em história pela Ufac, disse que a descoberta do concurso foi fruto de seu interesse por eventos literários. "Sempre estou em alerta e interessada por concursos desse gênero. Ter um artigo publicado pela ABL já é uma grande prêmio pra mim", destaca.

Para a docente, a importância de iniciativas desse nível contribui para a valorização da cultura nacional e fortalece as obras dos grandes escritores brasileiros. "Exaltar a literatura brasileira, sua história e cultura é, sobretudo valorizar nosso povo. Machado de Assis é um escritor contemporâneo que soube abordar de forma muito realista a indiferença social.Sua leitura pode ser contemplada por adultos e crianças", concluiu. 

A entrega do prêmio e o lançamento da coletânea acontecerão no dia 12 de setembro, em uma cerimônia no auditório da ABL, no Rio de Janeiro. Na ocasião, os vencedores ganharão livros da Academia Brasileira de Letras, livros editados pelo Grupo Folha Dirigida e uma assinatura semestral da Folha Dirigida Online. As cem melhores redações foram selecionadas por uma equipe técnica da Fundação Cesgranrio. O concurso de redação para professores foi criado há oito anos, e desde então, mais de meio milhão de educadores já participaram.