Produtores têm prazo maior para pagar dívidas junto ao Banco da Amazônia

O limite para a renegociação é de três meses

 

O prazo para que os produtores rurais acertem seus débitos de financiamento junto ao Banco da Amazônia foi ampliado. O novo limite para a renegociação é o mês de setembro.

De acordo com o superintendente regional do Banco da Amazônia (BASA), Marivaldo Melo, a dívida com o Pronaf deve ser paga com entrada de um por cento do valor do financiamento. Por exemplo, quem tirou um financiamento de R$ 15 mil pode dar uma entrada de R$ 150 e parcelar a dívida por mais quatro anos.

Dívidas com o Prorural ou o Prodex, do Fundo Constitucional de Financiamento do Norte (FNO), poderão ser pagas com uma entrada de dois por cento do valor da dívida, e o parcelamento também pode ser feito em até quatro anos.

Técnicos do Banco da Amazônia e do setor produtivo do governo do estado percorrem os municípios do acre para explicar a nova medida para os produtores rurais. Nos dias 8 e 9 de julho o Programa Assembléia será realizado em Manoel Urbano, durante este período estes profissionais irão explicar os procedimentos necessários para o parcelamento das dívidas. “Vamos realizar um grande mutirão de renegociação”, ressaltou Marivaldo.

O novo prazo para o pagamento de financiamentos faz parte da medida provisória 432, editada pelo governo federal.