Produtores recebem máquinas para recuperar áreas alteradas

Tratores foram financiados com recursos do Pronaf Mais Alimentos

entrega_de_tratores_mais_alimentos_foto_luciano_pontes_18.jpg
entrega_de_tratores_mais_alimentos_foto_luciano_pontes_19.jpg

Secretário de Agricultura e Pecuária e representantes do Banco do Brasil realizaram a entrega dos equipamentos (Foto: Luciano Pontes/Secom)

Treze tratores que serão utilizados por produtores acreanos na recuperação de áreas degradadas e mecanização da agricultura foram entregues na tarde desta sexta-feira. As máquinas foram adquiridas através da linha de crédito Pronaf Mais Alimentos, com a parceria da Secretaria Estadual de Agropecuária (Seap), que prestará assistência técnica nas propriedades.

As máquinas fazem parte de um total de 92 projetos que foram aprovados pelo Banco do Brasil para financiamento e somam mais de R$ 1,2 milhão. Trinta e seis tratores foram entregues até agora. Nesta entrega, foram beneficiados três produtores de Acrelândia, um de Sena Madureira, um de Rio Branco, cinco de Plácido de Castro.

Os tratores serão utilizados no processo de recuperação de pastos através da agricultura com o plantio de grãos. Quando a safra é colhida, o pasto é novamente implantado. "O custo é praticamente coberto pela venda da colheita", explica o secretário de Agricultura e Pecuária, Mauro Ribeiro.

O financiamento das máquinas para a recuperação das áreas degradadas é uma ação inserida na Política de Valorização do Ativo Ambiental Florestal. "Nós damos todo o apoio necessário, com a assistência técnica, porque entendemos que quanto mais gente trabalhando em recuperação de áreas alteradas menor é a pressão sobre as matas primárias", enfatizou Ribeiro.

entrega_de_tratores_mais_alimentos_foto_luciano_pontes_08.jpg

Tratores foram financiados através do Programa Pronaf Mais Alimentos (Foto: Luciano Pontes/Secom)

 

O superintendente do Banco do Brasil, Edvaldo Souza, ressaltou que o banco é um parceiro do Governo do Estado e do Governo Federal na execução de políticas públicas. Na safra passada foram financiados R$ 9,5 milhões. Nesta safra o valor financiado foi de R$ 16,5 milhões, um aumento percentual de 73,5%.

A produtora Regina Repki, de Acrelândia, foi uma das beneficiadas pela linha de crédito Pronaf Mais Alimentos, que tem juros de 2% ao ano, até 10 anos para pagar e três anos de carência. "Eu me animei a fazer o financiamento depois que vi o resultado da mecanização na minha área, que foi feita pela primeira vez no ano passado através de um programa do Governo do Estado. A expectativa é de melhorar a produtividade da área e aumentar as colheitas", disse.

Galeria de imagens