assistência

Produtores e profissionais do agronegócio recebem visita da Caravana da Produção em Capixaba

Com uma população de aproximadamente 12 mil habitantes, Capixaba possui uma expressiva porcentagem de moradores que habitam na zona rural. Cerca de 60% da população do município sobrevive da agricultura familiar. Diante dessa realidade, o projeto Caravana da Produção, liderado pela Secretaria de Estado de Produção e Agronegócio do Acre (Sepa), atendendo a uma determinação do governador Gladson Cameli, dirigiu-se à localidade.

Caravana da Produção tem percorrido as cidades para ouvir as demandas dos produtores. Foto: Cedida

A visita foi realizada na manhã desta terça-feira, 4, e se iniciou no Galpão de Suínos da Alcoolbras, pertencente à Cooperativa Terra Verde, localizado na Ramal da Alcoolbras, km 3. Atualmente o espaço, que conta com 26 associados, está ocioso e a expectativa do diretor de produção, José Marques, é reativá-lo o mais breve possível, contando com o apoio do governo do Estado.

“Já temos a cooperativa desde 2008, e funcionou bem por bastante tempo; nosso galpão teria capacidade para até mil porcos a cada 90 dias, mas de uns quatro anos para cá estamos praticamente sem atividade. Estou bem esperançoso e satisfeito com essa conversa”, relatou Marques.

O secretário de Produção e Agronegócio Nenê Junqueira ouviu atentamente as necessidades dos produtores e seguiu com sua equipe para conhecer a Associação Joia Rara, localizada no km 13 do Ramal da Jarina, inteirando-se dos desafios dos produtores, com o objetivo de juntos articularem soluções efetivas que alavanquem o agronegócio na região. “Temos que conhecer a aptidão do produtor, não adianta a gente chegar aqui e querer que ele plante algo que não quer, se a sua habilidade é outra. A gente precisa ouvir”, disse.

Produtores apontam as necessidades durante os encontros. Foto: Cedida

Dando sequência às atividades programadas, a caravana foi até os produtores de abacaxi da região. Ronaldo de Souza cultiva o fruto há pelo menos duas décadas, e possui uma área de terra plantada de aproximadamente quatro hectares. Entusiasmado com a visita, o produtor fala sobre a ajuda que tem recebido: “Este ano tive o auxílio da Sepa, que me ajudou com o auxílio de um caminhão para escoar a produção, e também com um trator. Sou muito grato”.

Rosenildo Gomes também planta abacaxi na região e possui 400 mil pés do fruto, plantados em uma área de 20 hectares. “Esse apoio para nós significa muito, sobretudo na questão de melhoramento do ramal, para escoar a produção”, observou.

O prefeito Manoel Maia fez questão de acompanhar a caravana do início ao fim e falou sobre a importância do projeto: “A iniciativa é de suma importância para o nosso município. A gente ver um secretário de Estado sair do seu gabinete e vir num lugar tão distante para trazer propostas e oferecer assistência ao produtor significa muito”, avaliou.

Para finalizar a agenda do dia, a equipe visitou, ainda, a Fazenda Campo Esperança, propriedade de Jorge Moura, localizada às margens da BR-317, km 63. Jorge é considerado o maior produtor de milho e soja do estado, com aproximadamente quatro mil hectares de terra plantada.