Produção familiar lança novo tipo de farinha produzida em Tarauacá

Espaço da agricultura familiar recebe milhares de visitantes todas as noites durante a Expoacre (foto: Ângela Peres)
Espaço da agricultura familiar recebe milhares de visitantes durante a Expoacre (foto: Angela Peres)

A segunda noite de Expoacre foi de novidade na Fazendinha, local onde estão concentrados os estandes da produção familiar.

Produtores rurais do Projeto de Assentamento Tauari, em Tarauacá, aproveitaram a grande movimentação neste domingo, 24, para apresentar um tipo de farinha de mandioca pouco conhecido em Rio Branco.

A melhitos, como é chamada a farinha, é bastante consumida nas regiões do Tarauacá/Envira e Juruá, mas praticamente não é encontrada em outros municípios do Acre.

Farinha melhitos, de Tarauacá, foi lançada no estande da produção familiar na segunda noite de Expoacre (foto: Ângela Peres)
Farinha melhitos, de Tarauacá, foi lançada no estande da produção familiar na segunda noite de Expoacre (foto: Angela Peres)

Com sabor e textura diferentes da farinha convencional, os produtores aproveitam a Expoacre para divulgar o produto.

Quem passou pelo estande teve a oportunidade de degustar e opinar sobre a novidade. “Achei muito gostosa. Já tinha ouvido falar, mas nunca havia experimentado. Vou aproveitar e levar alguns quilos para casa”, disse a aposentada Ana Célia Bezerra.

Além da degustação, é possível acompanhar a fabricação  da farinha. O produtor Jairo Maciel veio de Tarauacá para mostrar como se faz o produto.

Ele explica a diferença da melhitos para a farinha convencional. “Por incrível que pareça, não é tão diferente da farinha comum. O segredo, que faz toda a diferença, é na hora de torrar”, afirma.

Maciel produz cerca de 750 quilos do produto por mês e comercializa em Cruzeiro do Sul.

Produtor de farinha melhitos veio de Tarauacá demonstrar como se produz a farinha que é sucesso de vendas em Tarauacá e Cruzeiro do Sul (foto: Ângela Peres)
Produtor veio de Tarauacá demonstrar como se produz a farinha que é sucesso de vendas em Tarauacá e Cruzeiro do Sul (foto: Angela Peres)

Parceria entre Sebrae e Seaprof garante farinha na exposição

A apresentação do produto durante a Expoacre se dá graças ao projeto  de Desenvolvimento Econômico Territorial (DET), realizado pelo Sebrae em parceria com o governo do Estado.

“Pela primeira vez esses produtores estão tendo a oportunidade de colocar esta farinha num evento grandioso como é a Expoacre. Além da farinha melhitos de Tarauacá, temos o açaí de Feijó, o biscoito de Cruzeiro do Sul e o feijão de Marechal Thaumaturgo”, afirma Laíz Mappes, gestora do projeto.

O coordenador do DET pela Secretaria de Estado de Extensão Agroflorestal e Produção Familiar (Seaprof), Murilo Matos, falou da importância do apoio para comercialização. “Não adianta o agricultor ter um produto de qualidade se não conseguir colocá-lo no mercado. É muito gratificante poder ajudar para que essa farinha seja conhecida pelos consumidores.”

Lourival Marques, titular da Seaprof, reforçou o convite para que a população que visita a Expoacre conheça os estandes da agricultura familiar. “Aqui está o exemplo do Acre que produz e que melhora a qualidade de vida dos produtores rurais”, salienta.