Prêmio Chico Mendes de Cultura agracia desenhos e poesias

Concurso envolveu 27 escolas da rede estadual de ensino médio. Melhores trabalhos serão reunidos em um livro

A segunda

premio_chico_cultura_foto_gleilson_miranda_03.jpg

Angela Mendes, filha de Chico Mendes, é uma das coordenadoras do prêmio (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

edição do Prêmio Chico Mendes de Cultura, realizado pelo Comitê Chico Mendes em parceria com o Governo do Estado, foi entregue na noite desta terça-feira, 16, no Theatro Hélio Melo, para os seis principais vencedores das modalidades desenho e poesia. O prêmio envolveu alunos de 27 escolas da rede pública de ensino médio.

Samara da Silva Sousa, estudante do 3º ano do ensino médio na escola José Rodrigues Leite, foi a vencedora na categoria poesia. Em suas palavras, ela retratou os ideais e a luta do líder seringueiro. “A gente ouve falar de Chico Mendes, desde criança, a vida inteira. Não tem como nascer no Acre e não saber quem ele foi. Me inspirei no que ele defendia para escrever meu texto”, disse a estudante.

O grande objetivo do Prêmio Chico Mendes de Cultura, segundo Gumercindo Rodrigues, do Comitê Chico Mendes, responsável pela organização do evento, é trazer os jovens para perto dos ensinamentos e da luta travada pelo líder seringueiro.

premio_chico_cultura_foto_gleilson_miranda_062.jpg

Gumercindo diz que prêmio é uma forma de fazer com que os jovens busquem mais informações e ganhem conhecimentos sobre o que fez, pelo que lutava, pelo que morreu Chico Mendes (Foto: Gleilson Miranda/Secom)

“Chamamos a juventude para demonstrar o que sabia sobre Chico através de poesias e desenhos. É uma forma de fazer com que os jovens busquem mais informações e ganhem conhecimentos sobre o que fez, pelo que lutava, pelo que morreu Chico Mendes. É uma forma de não deixar morrer os ideais, os ensinamentos que ele deixou. Chico Mendes vive e precisa continuar vivendo para os nossos filhos e netos”, disse Gumercindo.

O melhor desenho escolhido é assinado por Wennedy Filgueira, estudante do terceiro ano na escola Glória Peres. “Procurei retratar a floresta e o avanço do homem, das cidades. Quero poder me especializar em desenho e seguir essa área, e este prêmio é mais um estímulo para investir no desenho”, comentou.

A cerimônia teve a participação do presidente da Fundação Elias Mansour, Daniel Zen, da secretária de Educação, Maria Correa, e do poeta amazonense Thiago de Melo.

Confira os vencedores

Modalidade Desenho

1º lugar – Wennedy Filgueira – Escola Glória Peres.

2º lugar – Henrique de Almeida – Escola Henrique Lima

3º lugar – Luana Peper – Escola José Kairala, Brasiléia

Modalidade Poesia

1º lugar – Samara Sousa – Escola José Rodrigues Leite

2º lugar – Vanderléia de Oliveira Souza – Escola Craveiro Costa – Cruzeiro do Sul

3º lugar – Charlene Silva Costa – Escola Craveiro Costa – Cruzeiro do Sul