Primeira edição do projeto cultural “Sexta Se Toca” será na Ufac

Versão itinerante do “Segunda Se Toca”, irá levar ao palco as bandas acreanas Nicles, Filomedusa e Los Porongas

Em palco montado próximo ao Diretório Central dos Estudantes (DCE) da Universidade Federal do Acre (Ufac),  a estréia da versão itinerante do projeto cultural “Segunda Se Toca”, intitulado o “Sexta Se Toca” começa amanhã, 4. Assim como o projeto matriz, o “Sexta Se Toca” tem o objetivo de valorizar os músicos que são referência no cenário da cultura acreana, além de lançar novos talentos, abrindo espaço para que músicos e bandas se apresentarem.

As grandes atrações do evento são os shows das bandas acreanas Nicles, Filomedusa e Los Porongas. Segundo um dos apoiadores do projeto, o vereador Márcio Batista, o “Sexta Se Toca” tem tudo para ser um sucesso.

“Se quando acontece o “Segunda Se Toca”, que como o próprio nome diz, acontece às segundas-feiras e sempre obtém grande público, imagine uma versão às sextas feiras! Ainda mais no mês de férias, já que a maioria dos que prestigiam são universitários”, explicou.

Neste mês das férias, a exemplo do “Segunda Se Toca”, a versão itinerante do projeto também deverá ser realizado pontualmente uma vez por semana em pontos diferentes da Capital. Além das apresentações musicais, outras formas de arte também ganharam espaço no projeto, entre elas a exposição de artes plásticas, artesanatos, danças e declamação de poemas. Em agosto, o projeto voltará a ser quinzenal.

Nicles – O grupo foi formado em meados do ano 2000, inicialmente com o nome de Papai Smurf. O estilo diferenciado das demais bandas locais de Rio Branco, muito influenciado pelo rock alternativo que chegava ao ouvido dos integrantes à época foi algo que sempre marcou aquela que viria ser a Nicles. Por conta de problemas de estrutura e falta de maturidade a banda quase acabou. Alguns anos mais tarde, veio a mudança de nome e de formação. Em 2002, a banda gravou sua primeira demo contendo cinco faixas. As influências fundem-se entre o grunge e o indie rock, pelas bandas Interpol, Flaming Lips, Granddaddy, Joy Division, Pixies, Smashing Pumpkins e Radiohead.

Filomedusa – Com apenas um demo e um EP homônimo lançados, a banda Filomedusa ainda é considerada nova no circuito independente nacional, mas por sua elogiada qualidade técnica vem sendo cogitada pela crítica musical como mais uma promessa da Região Norte. As faixas "Batcaverna", "Your Color Dream" e "Morte em Vida" revelaram que o lírico acreano vem do não-contato com as outras vertentes musicais que vão percorrendo o Brasil, fazendo do som da Filomedusa algo bem diferente do que já foi produzido na mídia.

Los Porongas – Residindo atualmente em São Paulo, a banda está Estado desde sua última apresentação no “Show da Hora”, realizado no Calçadão do Mercado Velho. O trabalho autoral dos roqueiros na cena independente nacional foi firmado com álbum lançado em 2007. Desde então, a banda tem sido apontada pela crítica nacional como uma das novas revelações do rock brasileiro. Em setembro, o Los Porongas deve retornar a Rio Branco mais uma vez para mostrar ao público acreano o primeiro DVD da banda, gravado recentemente no Instituto Itaú Cultural, em São Paulo.