Prefeitura assina o termo de posse de agentes de endemias

Agentes irão atuar no combate à denguena capital

3.jpg

Prefeito de Rio Branco falou sobre a atuação dos novos agentes de endemia (Foto: Marcos Vicentti/Assessoria PMRB)

O prefeito de Rio Branco, Raimundo Angelim, assinou o termo de posse de mais 27 agendes de endemias aprovados no concurso realizado no final de 2007. Os novos contratados irão se integrar ao quadro efetivo de agentes, que era de 113 profissionais, no trabalho de ampliação dos serviços públicos na área de saúde.

Depois de capacitados, os agentes iniciam o trabalho mais emergencial, neste momento, que é o de controle e combate à dengue. Para o secretário municipal de Saúde, Pascal Khalil, a função dos agentes de endemias é uma das mais importantes, a de prevenção, garantindo que os focos das larvas dos mosquitos transmissores da doença não se proliferarem. “Vocês irão entrar na casa das pessoas, e realizar o trabalho de conscientização para evitar que mais pessoas adoeçam”.

Eldemir Diniz é dos agentes que assinaram o contrato na manhã desta sexta-feira, 13. Ele sabe da importância do envolvimento de todos no combate à dengue. “A prefeitura pode nos dar condições de trabalho, mas a participação deve ser coletiva. Trabalhamos para a comunidade e nossas atitudes devem ser de qualidade”.

Angelim destacou que esta é a primeira vez que a prefeitura de Rio Branco forma um quadro efetivo de agentes de endemias. O prefeito falou da determinação no Ministério Público do Trabalho para que os contratos provisórios fossem substituídos por servidores concursados. “Quando assumimos a prefeitura já existiam agentes de endemias contratados provisoriamente. Realizamos o concurso e agora voltamos a fortalecer a equipe de vigilância epidemiológica”, disse.