Planejamento

Polícia Civil do Acre define plano de ação para investimento em todas as áreas da instituição

Em reunião realizada na última quarta-feira, 10, na sede da Polícia Civil do Acre (PCAC), em Rio Branco, o delegado-geral da instituição, Henrique Maciel, o delegado adjunto, Claylton Videira, e o delegado Jarlen Rodrigues concluíram a elaboração do plano estratégico para a execução do Fundo Nacional de Segurança Pública e Defesa Social. A iniciativa visa direcionar recursos significativos para fortalecer diversas áreas da PCAC, totalizando R$ 11 milhões.

Compromisso é construir uma instituição mais robusta, capaz de enfrentar os desafios contemporâneos da segurança pública. Foto: cedida

Os recursos serão distribuídos de maneira abrangente, alcançando investimentos fundamentais em áreas estratégicas da PCAC, como inteligência, combate à violência contra a mulher, investigações relacionadas a homicídios, enfrentamento ao crime organizado e combate ao tráfico de drogas. O aporte financeiro tem como principal objetivo ampliar a eficácia das operações e promover uma resposta mais ágil e eficiente diante dos desafios enfrentados pela instituição.

Outro ponto de destaque no plano é a valorização profissional, com ênfase no atendimento biopsicossocial. A abordagem busca não apenas fortalecer a atuação dos profissionais da Polícia Civil, mas também garantir que a comunidade seja atendida de maneira abrangente, considerando aspectos biológicos, psicológicos e sociais.

Henrique Maciel ressaltou a importância desse investimento e do planejamento estratégico para o fortalecimento da segurança pública no estado. “Estamos comprometidos em promover ações que impactem positivamente a sociedade, e esses recursos representam um passo significativo para aprimorar nossas operações e serviços”, afirmou.

Com a conclusão do plano de ação, a PCAC se prepara para iniciar a implementação das medidas delineadas, visando a um impacto direto na prevenção e combate à criminalidade, bem como no apoio às vítimas de violência. O compromisso é construir uma instituição mais robusta, capaz de enfrentar os desafios contemporâneos da segurança pública, promovendo a paz e a tranquilidade na comunidade acreana.