Polícia capacita peritos criminais em microcomparação balística

Para dar segmento à política de fomento às capacitações continuadas, a Secretaria de Estado da Polícia Civil (SEPC) disponibilizou aos peritos criminais e legistas o curso de microcomparação balística. A capacitação se iniciou nesta segunda-feira, 28, em Rio Branco. A qualificação terá uma carga horária de 20 horas.

Peritos criminais e médicos legistas participam da qualificação (Foto: Pedro Paulo)
Peritos criminais e médicos legistas participam da qualificação (Foto: Pedro Paulo)

O palestrante da capacitação, Domingos Tocchetto, é especialista referenciado em balística forense. Tocchetto ajudou na elucidação de crimes como a execução do prefeito de Luzilândia (PI), Paulo César Farias e Suzana Marcolino (AL) e do vice-governador da Paraíba, Raimundo Asfóra.

Na aula inaugural, participaram da atividade todos os peritos criminais do Instituto de Criminalística e Análises Forenses. Os assuntos apresentados são relacionados à atuação em locais de crimes como homicídios, suicídios, disparos de armas e acidentes de trabalho. As demais horas da atividade serão destinadas aos quatro peritos que serão capacitados/treinados exclusivamente para microcomparação balística.

“A política de segurança pública do Estado hoje possibilita instrumentalizar a instrução processual criminal com todos os elementos contundentes, irrefutáveis da prova material, no campo balístico e assim garantir melhor efetividade da Justiça”, observa o perito Helley Márcio da Costa, diretor da Polícia Técnico-Científica.

A SEPC vai continuar investindo no aprimoramento do seu efetivo. No último fim de semana, a Polícia Civil concluiu o Estagio Técnico Policial (ETP), em que policiais da capital e do interior estiveram durante quase 20 dias, de maneira integral, participando da qualificação.