Pnad 2007: Acre é o segundo em acesso a saneamento básico e computador

Pesquisa do IBGE revela inclusão digital e melhoria da qualidade de vida com mais acreanos tendo acesso aos serviços essenciais

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílio (Pnad) divulgada nesta quinta-feira, 18, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) revela substancial processo de desenvolvimento humano no Acre a partir da oferta de serviços essenciais, como saneamento básico. O  Estado alcançou a segunda colocação na evolução geral do acesso à rede de abastecimento de água no país, com aumento de 15,32% no número de domicílios atendidos pelo serviço entre 2006 e 2007 – o primeiro nesse quesito foi Alagoas.

O Acre foi segundo também no acesso ao computador. No período, os domicílios em todo o Estado, incluindo os da zona rural, registraram crescimento de 59,3% na aquisição do aparelho, o que mostra que a inclusão digital  se consolida rapidamente no Estado. "É o processo de investimento e desenvolvimento a que a população tem acesso", avaliou Claudia Saldanha, responsável pelo setor de pesquisas aplicadas à  gestão da Secretaria de Planejamento.

Na coleta e tratamento de esgoto, o Acre ficou na sexta posição, ao apresentar crescimento de 29,41% no número de domicílios atendidos com a rede coletora ou fossa séptica.

A Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios 2007 investigou cerca de 400 mil pessoas em quase 148 mil domicílios por todo o país a respeito de sete temas: dados gerais da população, migração, educação, trabalho, família, domicílios e rendimento.