Plataforma de monitoramento ambiental auxilia governo do Acre na tomada de decisões

Aprimorar a gestão e o monitoramento das informações ambientais. Essa é a função da plataforma Cigma (PCigma), um importante instrumento que auxilia na tomada de decisões frente às mudanças climáticas, impactos de eventos extremos, com dados hidrometeorológicos e de redução do desmatamento, degradação florestal e licenciamento ambiental.

Cláudio Cavalcante, coordenador do Cigma: “Informações qualificadas”. Foto: Alexandre Cruz-Noronha

Elaborada pelo Centro Integrado de Geoprocessamento e Monitoramento Ambiental do Estado do Acre (Cigma), da Secretaria do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi), a PCigma mapeia dados e cria monitoramentos gerenciais.

A titular da Semapi, Julie Messias, explica a importância da consolidação de uma base de dados em uma plataforma de acesso facilitado: “A ideia é centralizar as informações em um ambiente único, disponibilizado-as não só para as instituições do governo, mas também para o público em geral”.

O analista de sistemas responsável pela administração da plataforma, Luis Antonio Sanches, diz que a PCigma já está em funcionamento e quem tiver interesse em ter acesso aos dados basta seguir a orientação. “Basta fazer a solicitação por e-mail para o escritório do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e ter acesso pelo endereço pcigma.ac.gov.br/login”.

Como funciona

A ferramenta mapeia dados automatizados com informações determinadas de fontes e linguagens distintas, por meio de webservices – tecnologia que produz novas aplicações para serem usadas com as já existentes em sistemas desenvolvidos, para que se tornem compatíveis – ou acesso direto a bancos de dados externos.

Assim, as informações ou os dados colhidos são armazenados em um banco próprio, o Data Warehouse, que junta informações de instituições estaduais, federais, municipais e de sistemas automatizados de hidrometeorologia locais.

“Essa plataforma é a oportunidade de integrarmos os dados ambientais para oportunizar melhor entendimento das ações e projetos em que trabalhamos, especializados e com informações qualificadas”, acrescenta o coordenador do Cigma, Cláudio Cavalcante.

Compartilhe:

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest