Expoacre 2019

Pecuária do Acre é reconhecida como de excelência por Associação de Criadores

A Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), de Minas Gerais, avaliou, durante a pesagem de 150 animais reprodutores, produzidos nas oito fazendas que participam da Expoacre 2019, que o gado de corte produzido no Acre atingiu padrão nacional de excelência em peso e melhoramento genético.

A ação é coordenada pela Associação Nelore do Acre, cujo objetivo é realizar avaliação técnica sobre a qualidade do rebanho que está sendo produzido no Estado. Participante da Expoacre pela primeira vez, a ABCZ acompanhou a pesagem dos animais, realizada neste domingo, 28.

Conforme esclareceu o avaliador da ABCZ, Carlos Mariano, na pesagem dos animais reprodutores que fornecem a genética de produção foi possível perceber o alto nível da pecuária do Acre. “O peso de bezerros chega na média de 300 quilos e touros atingindo até 1,1 mil quilos, o que corresponde a um nível de excelência”, esclareceu.

O Acre tem 30 mil propriedades cadastradas como criadores de gado de corte e gera 150 mil empregos diretos na atividade pecuária Foto: Neto Lucena/Secom

O Acre tem 3 mil propriedades cadastradas como criadores de gado de corte. Um total de 88 produtores compõem a Associação de Criadores da Nelore Acre, que é ligada a Federação de Agricultura do Estado do Acre.

O presidente da Associação de Criadores de Nelore do Acre, Marcelo Lemos, falou sobre a importância de ter na Expoacre um espaço para mostrar o resultado do trabalho de um seguimento que produz muito, coloca carne de qualidade na mesa do consumidor, exporta, gera emprego, renda e contribui com o desenvolvimento do Estado.

“Na Expoacre temos uma vitrine para mostrar todo melhoramento genético e peso dos animais. Resultado positivo que se deve ao esforço dos produtores acreanos, que colocam nosso produto como modelo para o restante do país”, reconheceu Lemos.