prevenção

Palestra sobre prevenção à depressão e ao suicídio é ofertada a servidores da Secretaria de Comunicação

A data de 10 de setembro celebra o Dia Mundial de Prevenção ao Suicídio. Por isso, durante todo o mês, diversas ações de uma campanha de informação e conscientização sobre o tema estão sendo direcionadas aos servidores públicos do Estado do Acre, com intuito de alertar sobre os números, formar multiplicadores de informações e mostrar formas de buscar ajuda.

A palestra contou com a participação da maioria dos servidores da comunicação. Foto: José Caminha/Secom

Com o tema “Agir e Salvar Vidas”, na manhã desta segunda-feira, 27, os servidores da Secretaria de Estado de Comunicação (Secom) assistiram a uma palestra de prevenção à depressão e ao suicídio. Uma iniciativa do secretário da pasta, Rutembergue Crispim, por meio de uma parceria com a Clínica Humanamente.

“Buscar melhores condições de trabalho e a valorização do servidor é uma das preocupações do governador Gladson Cameli. Cientes disso, estamos aproveitando este mês de conscientização para cuidar do bem-estar e da saúde dos nossos servidores. Depressão é uma doença silenciosa e não podemos deixar de falar sobre um assunto tão importante”, disse Rutembergue.

A palestra foi uma iniciativa do secretário da pasta Rutemberg Crispim. Foto: José Caminha/Secom

A palestra foi ministrada pelo psicólogo Luis Felipe Fernandes Soares, pós-graduando em suicidologia, prevenção e pós-venção, processos autodestrutivos e de luto. “Agradeço o convite do secretário e a oportunidade de estar palestrando aos profissionais da Comunicação do Estado. São importantes multiplicadores de informação e precisam estar municiados. Os números de suicídio estão aumentando, são ultrapassados recordes de mortes a cada dia e falar sobre o assunto é a melhor forma de prevenção”, destacou o palestrante.

O psicólogo Luis Felipe falou para os servidores da Comunicação. Foto: José Caminha/Secom

Servidor público atuante na Rádio Difusora Acreana e há 28 anos contribuindo com a Secom, o jornalista e radialista Jota Guimarães agradeceu a oportunidade de participar da palestra e contou sobre a experiência mais próxima que teve com o suicídio.

“Eu já tive um colega de profissão que passava por depressão, mas ninguém sabia. A gente conversava, convivia e, quando ele cometeu suicídio, para mim foi um choque, fiquei desolado. Com essa palestra, pude entender a necessidade de ser empático e buscar ter a sensibilidade para identificar quando um amigo precisa de ajuda. Parabéns ao governo do Estado e agradeço a oportunidade de obter informações tão importantes, as quais me sinto na obrigação de repassar”, afirmou Guimarães.