Órgãos ambientais flagram irregularidades em área de manejo, no Bujari

 

Um trator foi apreendido durante a operação (Foto: Cedida)
Um trator foi apreendido durante a operação (Foto: Cedida)

Em fiscalização, na tarde de quarta-feira, 26, no Projeto de Assentamento Canary Deus é Por Nós, localizado no Bujari, equipes do Batalhão de Policiamento Ambiental (BPA) e do Instituto de Meio Ambiente do Acre (Imac) flagraram uma série de irregularidades.

As atividades ilícitas foram constatadas pelas equipes na área de manejo florestal da associação dos assentados do projeto.

Os indícios mostravam que as madeiras exploradas naquela região não constam no inventário do plano de manejo. Além disso, houve a tentativa de camuflar essas espécies exploradas de maneira irregular para que não fossem encontradas pela fiscalização.

O comandante do BPA, major Augusto Negreiros, explica que outras características indicavam irregularidades.

“O acesso da nossa equipe foi, visivelmente, dificultado. As entradas na área foram bloqueadas e as placas de sinalização, indicando que aquela era um área de manejo, foram retiradas. Além da tentativa de esconder as árvores que foram exploradas de maneira ilegal”, disse.

O manejo foi embargado pelo Imac e o responsável pelo trabalho foi notificado. As equipes também apreenderam algumas toras de madeira e um trator.