Oficina sobre Direitos Humanos Internacional: Construindo uma Cultura de Paz será realizada no Acre

Inscrições poderão ser feitas até o dia 11 e também no local do evento

Nos dias 11 e 12 deste mês, no auditório da Assembleia Legislativa, acontece a Oficina sobre “Direitos Humanos Internacional: Construindo uma Cultura de Paz”, promovido pela Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, executada pelo núcleo do Centro Brasileiro de Solidariedade aos Povos e Luta pela Paz (Cebrapaz) de Rio Branco, com o apoio do governo do Estado, através da Secretaria de Estado de Justiça e Direitos Humanos (Sejudh).  

A programação da oficina conta com a apresentação de oito módulos sobre a história da luta e da paz, sociabilidade – valores humanos e respeito ao próximo, inclusão legal, direito dos povos, direitos humanos e mídia, diversidade social e racial, estrangeiros: os de fora aqui e nós lá fora, finalizando com avaliação do Programa balcão de ações. As aulas acontecerão nos horários das 8 às 12 horas e das 14 às 18 horas, com fornecimento certificado ao final.

O evento é  destinado a todos os interessados em aprender um pouco mais sobre Direitos Humanos Internacionais, pauta recorrente no Estado devido a sua fronteira com o Peru e a Bolívia.

A Cebrapaz é uma organização internacionalista que trata dos Direitos Humanos Internacionais, da autodeterminação dos povos, defendendo a ideia de que cada povo deve decidir seu próprio destino sem intervenções externas. A organização também recebe denuncias de violação dos direitos humanos internacionais. E sua principal luta é defender a paz mundial.

Módulo Tema Conteúdo Carga Horária
Módulo

1

História da Luta pela Paz Histórico do Conselho Mundial da Paz e do Cebrapaz. A luta pela Paz no mundo e no Brasil de modo organizado, desde 1949l. A visão de Paz como Direito Humano. Exemplos de ações. 2 horas
Módulo

2

Sociabilidade – Valores Humanos e Respeito ao Próximo Valores para a boa convivência em sociedade. Em todas as circunstâncias: casa, com vizinhos, amigos, colegas, na busca da Paz e do direito alheio. 2 horas

Módulo

3

Inclusão Legal A Justiça é dos mais fortes. Como mudar isso e ampliar a sua ação p/atender os mais fracos. Atitudes para conseguir a inclusão. Meios para isso, advogados, MP e entidades. 2 horas
Módulo

4

Direitos dos Povos à Paz Declarações e pactos universais sobre Paz e Direitos Humanos. Como funcionam esses acordos. A interpretação diferenciada de regras, que valem para uns países, mas não se aplicam para outros. 2 horas
Módulo

5

Paz, Direitos Humanos e Mídia Meios de comunicação e a Cultura da Paz e de Desigualdade. A quem serve a grande mídia. Como quebrar o monopólio. Meios alternativos. 2 horas
Módulo

6

Diversidade Social e Racial Negro, índio, caboclo, deficiente físico, pobre, rico. O princípio da Igualdade na ONU e na Constituição Brasileira. O que é feito e o que fazer para pôr fim à discriminação. 2 horas
Módulo

7

Estrangeiros: Os de Fora Aqui e Nós Lá Fora A tradição brasileira de receber estrangeiros, desde D. Pedro II. Hoje, os vizinhos latinos, os asiáticos, o trabalho semi-escravo. Ações. 2 horas
Módulo

8

Avaliação e Balcão de Ações e Eleição Núcleo do CEBRAPAZ Dinâmica de grupo com avaliação da metodologia construída e propostas de ações para dar seguimento ao programa. 2 horas