qualidade de vida

Obras levam saneamento aos municípios mais distantes da capital

Como forma de ampliar o acesso à água tratada e melhorar a qualidade de vida nos municípios mais distantes de Rio Branco, o governo do Acre, por meio do Departamento Estadual de Água e Saneamento (Depasa), executa ousado projeto de infraestrutura urbana e saneamento básico no município de Santa Rosa do Purus.

Financiado com recursos do Banco Mundial, o projeto contempla ampliação do sistema de abastecimento de água, implantação de rede de esgoto, estações elevatória e de tratamento de esgoto e pavimentação. Com mais de 70% do projeto executado, as equipes da empresa responsável pela obra trabalham agora na conclusão da implantação da rede esgoto, aplicação do pavimento rígido e construção de calçadas.

Com recursos do Banco Mundial, o governo do Acre, por meio do Depasa executa ousado projeto de infraestrutura urbana e saneamento básico no interior do estado Foto Assessoria: Depasa

“Muitas pessoas não acreditavam que a pavimentação de algumas ruas seria feita algum dia, mas hoje a gente vê o saneamento básico sendo feito e as ruas pavimentadas. Eu não tinha banheiro em minha casa, fui contemplado com o módulo sanitário. Então só posso ficar muito feliz com uma obra dessa”, disse Francisco Adgilson, morador do bairro Cidade Nova, em Santa Rosa do Purus.

Aquisição de banheiros, boias e caixas d’água para famílias de baixa renda completam a execução do projeto, que tem prazo de conclusão até dezembro de 2020.  “É uma obra importante por toda a rede de tratamento que leva água potável para as pessoas. Uma cidade que não tem água e esgoto tratados tem mais doenças. Ganha a população e ganha cidade”, declarou Danúbia Lima, também moradora do Cidade Nova.

Outros investimentos

Além da obra em Santa Rosa, o projeto Saneamento Integrado contempla os municípios de Jordão, Marechal Thaumaturgo e Porto Walter. O investimento total é de mais de R$ 77 milhões. “Saneamento é requisito básico para garantir a boa condição de saúde da população. Para cada R$ 1 investido em saneamento, economizamos R$ 4 em saúde. E é com o propósito de melhorar a oferta de nossos serviços, melhorando assim a condição de vida das pessoas, que o governo Gladson Cameli e nós, do Depasa, trabalhamos todos os dias para reunir os recursos necessários à ampliação e desenvolvimento do sistema de saneamento no nosso estado”, destacou o diretor-presidente do Depasa, Luiz Felipe Aragão.