entrevista

“O programa Saúde Itinerante levou atendimento aos 22 municípios do Acre”, diz secretária Paula Mariano no GovCast

A secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano, foi a entrevistada do GovCast, programa apresentado pelos jornalistas Júlio César e Victor Hugo, na noite desta terça-feira, 1º. A gestora apresentou ações alcançadas pela pasta na primeira gestão do atual governo do Acre.

Já no primeiro bloco, a gestora foi perguntada sobre os avanços e investimentos ao longo desses quase quatro anos e, principalmente, como a Sesacre atuou na pandemia da covid-19.

Paula lembrou sobre os hospitais de campanha que foram feitos em tempo recorde e os esforços do governo do Estado para que nada faltasse.

Programa GovCast, apresentado pelos jornalistas Júlio César e Victor Hugo. Foto: José Caminha/Secom

“Foram dois hospitais com usina de oxigênio, com respirador, monitor, com ponto de diálise, ampliação de UTIs, também realizamos adaptação nas demais unidades de saúde do Estado, tudo isso com a união de muitas secretarias, e não deixamos faltar medicamentos e nem oxigênio”, ressaltou.

Paula Mariano explicitou o atendimento médico de pacientes de outros estados vítimas da covid-19.

“Nossa prioridade sempre foi vidas e não deixamos ninguém voltar sem atendimento. Demos todo o suporte necessário, além da vacinação, que não faltou, e agradeço a toda a nossa equipe de Saúde, pois não tínhamos hora para trabalhar”, disse.

Saúde Itinerante

A secretária de Estado falou sobre o Programa Saúde Itinerante Especializado, que já tem 20 anos desde sua criação e conseguiu, em 2022, pela primeira vez, levar suas ações a todos os municípios do Acre.

Secretária de Estado de Saúde, Paula Mariano. Foto: José Caminha/Secom

“Formulamos o programa com outras especialidades, levando até mesmo a regulação. Foram mais de oito mil pessoas beneficiadas e 30 mil atendimentos realizados em 2022.  As ações do Saúde Itinerante Especializado contribuíram para a redução da demanda reprimida do Sistema Único de Saúde (SUS) em todo o Acre”, explicitou.

De acordo com a gestora, este ano o Itinerante contou, ainda, com a odontologia especializada, realizando cerca de 1.400 procedimentos. O plano para a próxima gestão é fortalecer o programa e voltar mais vezes ao ano nos municípios.

Mutirão de Cirurgias

No segundo bloco, Paula Mariano explanou que as enormes filas de espera por cirurgias eletivas não são mais uma realidade no Acre. O governo do Estado investiu na Saúde, criando o projeto Opera Acre, em que quase oito mil procedimentos cirúrgicos não emergenciais foram realizados em menos de um ano, após o controle da crise sanitária em razão da pandemia de covid-19.

“Essa quantidade de cirurgias ainda não tinha sido realizada em nosso estado. A média de cirurgias em anos que não tinham pandemia, era de 5 mil cirurgias. E o nosso objetivo é continuar diminuído as filas de cirurgias”, esclareceu.

A titular da pasta também informou que o Opera Acre alcançou as três regionais do estado: Alto Acre, Baixo Acre e Juruá. “Hoje temos especialidades na região do Juruá como, por exemplo, a neurocirurgia, a neuropediatria, leitos de saúde mental e cardiologia 24 horas no Hospital Juruá e isso é um avanço”, frisou.

“Nosso objetivo é continuar diminuindo as filas de cirurgias”, disse a secretária de Estado, Paula Mariano. Foto: José Caminha/Secom

Anjos do Ar e do Asfalto

A secretária de Saúde evidenciou a importância do convênio com o Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer) e o Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que realizam os resgates no interior, principalmente no período da pandemia:

“Os anjos do ar e do asfalto, que eu chamo sempre, não param nenhum minuto com o seu trabalho, dando assistência à nossa população, e muito nos ajudaram no período da pandemia e nos auxiliam até hoje com os municípios mais isolados. A minha gratidão a todos os profissionais”.