Novo centro cirúrgico da Fundhacre multiplica capacidade de atendimento

Binho Marques esteve na unidade, que recebeu mais de R$ 5 milhões  em investimento e agora está muito mais moderna, ampla e dotada de equipamentos de última geração

visita_ao_centro_cirurgico_sergio_vale_09.jpg

Governo do Estado investiu mais de R$ 5 milhões no centro cirúrgico (Foto: Sérgio Vale/Secom)

O novo centro cirúrgico da Fundação Hospital Estadual do Acre (Fundhacre) retomou suas atividades normais a partir de hoje (11). A unidade passou por uma ampla reforma e um criterioso processo de modernização que permite  elevar ao dobro  sua capacidade de atendimento, oferecendo resposta às mais diversas doenças, o  centro tem agora oito salas de cirurgia dotadas de equipamentos de última geração como o Arco Cirúrgico em "C" um aparelho de raio-x pelo qual o  médico pode acompanhar detalhes da cirurgia, em tempo real, através de um monitor e dois autoclaves destinados a esterilização de indumentária e instrumentos. Cada arco custa R$ 276 mil.

O Governo do Acre investiu mais de R$ 5 milhões no centro cirúrgico. Apenas com recursos de convênio com o Instituto de Traumatologia e Ortopedia (Into), o Estado aplicou R$ 1,5 milhão na aquisição de equipamentos fundamentais para realização de todo tipo de intervenção cirúrgica: foram comprados cinco carros de anestesia, os quais custam R$ 87 mil cada e geram informações essenciais ao cirurgiões; dois autoclaves, dois focos cirúrgicos, microscopico cirúrgico; cardiovessores;  ventiladores de transporte. Já com recursos gerados pelo convênio 55/65 firmado com o Ministério da Saúde, no valor de R$ 3,65 milhão, foram adquiridos, entre muitos outros equipamentos, negatoscópios;  cadeiras de rodas;  camas cirúrgicas para crianças; máquinas de hemodiálise.

No centro cirúrgico, quatro pessoas já receberam aparelho de marcapasso cardíaco, intervenção que começou a ser feita há pouco tempo no sistema público de saúde do Acre, e é mais um procedimento que se soma ao esforço do Governo em humanizar o atendimento na rede oficial.  

O governador Binho Marques esteve na Fundhacre nesta segunda-feira, 10, inspecionando as obras que transformarão o novo centro cirúrgico. Com os equipamentos de ponta, o governador prevê que especialmente a população que mais necessita terá ainda mais antendimento modelo.  Marques visitou outros núcleos da Fundhacre, os quais também estão em obras. O setor de acolhimento é o espaço onde os usuários receberão informação e acompanhamento que os farão evitar perder tempo em filas ou percorrendo o hospital em busca do atendimento. "O acolhimento correto evita que a pessoa fique esperando na fila", disse Thor Dantas, secretário-adjunto de Atenção em Saúde. 

"Não é diferente de unidades particulares do Sul do País", avaliou o governador após percorrer o interior do centro cirúrgico. O auditório, também visitado por Marques, passa igualmente por ampla reforma. O advento do Serviço Social de Saúde irá potencializar os esforços que o Estado faz para levar a saúde acreana a uma condição humanizada e funcionando plenamente em favor daqueles que mais precisam da rede pública. 

Tomógrafo de última geração reduz em quatro vezes tempo de realização do exame

visita_ao_centro_cirurgico_sergio_vale_12.jpg

Tomógrafo processa um exame a cada dez minutos (Foto: Sérgio Vale/Secom)

 A Fundhacre recebeu recentemente um tomógrafo computadorizado de última geração.  O equipamento custou R$870 mil mas seu preço  atualmente é  bem maior.  A  boa gestão dos recursos da saúde possibilitaram à Fundhacre  adquirir o equipamento antes das seguidas altas do dólar. Trata-se de uma máquina importada, cuja relação custo/benefício é extremamente positiva para o atendimento às pessoas que buscam o serviço público de saúde.  Agora, a Fundhacre possui dois tomógrafos e assegura atendimento de qualidade a todos quantos precisem de um exame mais detalhado.

O tomógrafo  processa um exame a cada dez minutos. O equipamento antigo, que serviu até pouco tempo,  levava quarenta minutos para realizar a mesma tarefa. 

Hospital  já fez oito transplantes de rim e em breve transplantará fígado e córnea

visita_ao_centro_cirurgico_sergio_vale_07.jpg

Cinco focos cirúrgicos foram adquiridos para a Fundhacre (Foto: Sérgio Vale/Secom)

Em outubro, a Fundhacre realizou 560 procedimentos cirúrgicos. Além das operações de rotina, a unidade amplia ou está em condições de realizar intervenções oftmálicas, de cabeça/pescoço, tórax e oncológicas. As reformas e adequações em andamento no hospital possibilitam a três novos ambientes aptos a pequenas cirurgias, os quais servirão de complemento ao trabalho do centro.  Atualmente, a Fundhacre realiza transplante de rim e atua para que em curto espaço de tempo esteja transplantando córnea e fígado.  O Governo do Acre mantém um médico em treinamento de captação de órgãos e transplante de fígado  em São Paulo.

Foco cirúrgico: muito mais precisão no cuidado ao paciente

visita_ao_centro_cirurgico_sergio_vale_08.jpg

Três novos ambientes estão aptos a pequenas cirurgias depois de reformas e adequações (Foto: Sério Vale/Secom)

O Governo do Estado comprou e instalou cinco focos cirúrgicos, equipamento para iluminação em cirurgias. Cada um custou R$60 mil. Moderno, o equipamento tem como diferencial  a transparência e a isenção total de sombras, o que eleva a nitidez do ponto que está passando pela cirurgia. 

"A proposta é fazer da Fundhacre modelo de atendimento em saúde", disse Osvaldo Leal, secretário de Estado da Saúde.  Com técnicos  qualificados  e equipamentos de alta tecnologia, a Fundhacre se consolida como hospital de especialidades.