Compromisso

No Juruá, Comissão toma decisões para melhorar a saúde da população

Graças ao incansável trabalho da gestão de Gladson Cameli no combate à pandemia de Covid-19, a vida do acreano vai voltando ao normal. Exemplo disso é o retorno dos encontros presenciais da Comissão Intergestores Regionais (CIR), que é diretamente ligada à Secretaria Estadual de Saúde (Sesacre). Na manhã desta sexta-feira, 13, a Câmara Municipal de Rodrigues Alves foi o palco das discussões sobre a implantação de novas políticas de saúde voltadas para o Vale do Juruá.

A segunda edição das reuniões da CIR de 2021 foi realizada hoje, em Rodrigues Alves. A meta é criar políticas de saúde que beneficie toda a população Foto: Marcos Santos/Secom.

“Essa ação é um fortalecimento das políticas de saúde, que precisam ser intensificadas. Estamos pactuando novas iniciativas que beneficiarão toda a população”, explicou a coordenadora regional da Sesacre, Catiana Rodrigues.

No foco dos diálogos, estavam o processo de atualização do Plano de Ação da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência; o monitoramento das ações e indicadores da Atenção Primária; além da apresentação do fluxo de encaminhamento para exame de dermatologia.

Acompanhada de membros da pasta, a secretária-adjunta da Assistência à Saúde, Adriana Lobão, enfatiza a relevância do trabalho preventivo que a gestão estadual vem realizando por meio dos serviços de Atenção Primária.

“A ordenadora do cuidado é a Atenção Primária. Pensando nisso, esse ponto de atenção é primordial porque estamos cuidando dos primeiros serviços que o paciente recebe ao procurar a rede hospitalar. Como agentes de saúde, temos que pensar no caminho que ele faz até chegar a alta complexidade”, disse.

A Sesacre apresentou algumas novidades para o Juruá, como a atualização do Plano da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência. Foto: Marcos Santos/Secom.

Alguns ganhos foram apresentados durante a reunião. Domise de Araújo Vieira, que é assessora da Diretoria de Redes à Pessoa com Deficiência, relata que as novidades são grandes benefícios para quem convive com algum tipo de deficiência nos municípios que foram contemplados.

“A Sesacre trouxe para cá a atualização do Plano da Rede de Cuidados à Pessoa com Deficiência e a proposta de realização de seminários regionais com planos construídos in loco. Tudo isso irá melhorar a implantação da nossa rede de cuidados”, analisou.

Sobre a Comissão Intergestores Regionais

Com o propósito de gerar impactos positivos à saúde do Estado e garantir melhorias na qualidade de vida do acreano, a CIR tem representações na regional do Baixo Acre, na regional do Alto Acre e na regional do Juruá, Tarauacá e Envira. Cada uma é líderada por secretários municipais, que realizam suas funções em parceria com governo com o objetivo de transformar em realidade as demandas de saúde da população.

Em 2021, a pandemia possibilitou que fossem realizadas, até o momento, apenas duas edições dos encontros.

O que disseram gestores de saúde dos municípios sobre a CIR

“A CIR reacende as discussões e dá condições para que o Estado nos fortaleça. É daqui que saem as ações que favorecem a todos”, disse José Maria da Silva, secretário municipal de saúde de Marechal Thaumaturgo.

“Colocamos a proposta de implantação da Unidade Básica de Saúde Fluvial (UBS) em votação e, por unanimidade, fomos contemplados”, comemorou Alderlândio França, secretário municipal de saúde de Tarauacá.

“Temos a facilidade de levar as nossas demandas e todas serem discutidas na regional que o município faz parte”, declarou o secretário municipal de saúde de Rodrigues Alves, Everton da Silva Farias.