Moradores da Vila Acre se reúnem com representantes do Estado e Município

A reunião teve como principal objetivo esclarecer a comunidade sobre a obra que está sendo feita no bairro pela prefeitura e o Depasa

A sala da Escola Carmelita Montenegro localizada no bairro Vila Acre ficou pequena para tantos moradores que queriam tirar suas dúvidas (Foto:Assessoria Depasa)
A sala da Escola Carmelita Montenegro localizada no bairro Vila Acre ficou pequena para tantos moradores que queriam tirar suas dúvidas (Foto:Assessoria Depasa)

A sala da Escola Carmelita Montenegro localizada no bairro Vila Acre ficou pequena para tantos moradores que queriam tirar suas dúvidas (Foto:Assessoria Depasa)

A sala da Escola Carmelita Montenegro localizada no bairro Vila Acre ficou pequena para tantos moradores que queriam tirar suas dúvidas sobre as obras que já estão sendo feitas e tem criado problemas para os moradores, que antes tinham as ruas asfaltadas e foram quebradas para colocação dos canos do esgoto pela Empresa Inovare. 

O Diretor Presidente do Depasa, Gildo Cesar, começou a reunião pedindo desculpas a comunidade, e anunciando que a obra só terá continuidade quando a empresa asfaltar novamente as ruas do bairro. “Eu peço desculpa pelo serviço que foi feito pela empresa Inovare, a partir de hoje nenhuma rua será mais quebrada para colocação de canos e o 
restante será asfaltada. Nós somos parceiros e vamos trabalhar sempre ouvindo a comunidade, respeitando os moradores. E me comprometo ainda que as ruas fora do projeto também serão contempladas. Amanhã mesmo uma equipe do Depasa vai visitar o bairro e identificar essas ruas.” 

Os moradores aproveitaram a oportunidade para fazer questionamentos e tirar dúvidas sobre o projeto de infraestrutura que será feito pela Prefeitura e da rede de água que será instalada pelo Depasa. Assis Silva mora na rua da amizade, há 14 anos e ficou satisfeito com os 
esclarecimentos prestados pela equipe. “Eu estava preocupado com a quebradeira das ruas e agora com a determinação de parar e consertar o estrago fico mais tranquilo. Na verdade a gente precisava desse momento com a Prefeitura e o Estado para saber mais sobre a obra, 
quero até parabenizar a equipe que veio aqui conversar com a gente.” 

O presidente da associação de moradores da vila da amizade, Ozéias da Silva Andrade demonstrou preocupação com os moradores que tem problemas de locomoção. “Nas ruas Neuza Vidal e Mariana temos vários moradores que não tem como sair de casa, é muita lama e dificulta a vida das pessoas que mais precisam para fazer seus tratamentos e ir ao médico mas agora com esse compromisso de arrumar as ruas, fica mais fácil.” 

Antônio Gomes de Castro, mora na Travessa Assis Brasil que também foi afetada pela obra.” Eu tinha uma rua e hoje virou um ramal, os carros não conseguem entrar, tá muito difícil nossa situação mas estou acreditando nesse compromisso firmado aqui, de que nossas ruas vão ser asfaltadas novamente.” 

A reunião contou também com a participação da Secretaria de Ação Social, Coordenadoria da Mulher, Secretaria de Coordenação Política, Secretaria de Planejamento, Semeia e Fundação Garilbadi Brasil do município de Rio Branco, além do Diretor de Pavimentação do Depasa, Marcos Lourenço,  do Diretor de Saneamento Interino, Janderson Pontes de Assis e do engenheiro civil Gilberto Lucas de Oliveira. 

Ficou acordado também que será formada uma equipe permanente para acompanhar as obras junto com os moradores, e para garantir que todas as reclamações serão ouvidas os telefone pessoais dos diretores do Depasa foram repassados para os  moradores.