em Brasília

Ministro da Saúde garante a Gladson Cameli aumentar volume de vacinas para o Acre

O governador Gladson Cameli, em audiência no início da tarde desta segunda-feira, 29, com o ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, recebeu a confirmação de que os próximos lotes de vacina contra a Covid-19 terão um acréscimo de compensação pelas áreas de fronteira. O ministro também aceitou o convite do governador para uma visita ao Acre em breve e se colocou à disposição do Estado no que for preciso para atenuar a crise da saúde.

Ministro foi convidado a visitar o Acre. Foto: David Casseb

Gladson Cameli deu as boas-vindas ao ministro à pasta da Saúde e agradeceu o apoio que o ministério tem prestado às necessidades do Acre neste momento de pandemia. O governador explicou ao ministro a situação do estado, mostrando que, por ser área de fronteira, pacientes de estados vizinhos e dos países fronteiriços, Peru e Bolívia, buscam a saúde pública do Acre, principalmente de Rio Branco.

“Vamos resolver esse primeiro problema – disse o ministro Marcelo Queiroga – acrescentando, na planilha do Acre, mais 30% do total de vacinas a serem enviadas. Fizemos isso com Mato Grosso do Sul e vamos contemplar também a população acreana”.

Próximos lotes de vacina contra a Covid-19 terão um acréscimo de compensação pelas áreas de fronteira. Foto: David Casseb

Outro pedido de Cameli que o ministro garantiu solucionar imediatamente foi sobre o empréstimo de vacinas ao Amazonas, no auge da pandemia. “Os estados do Norte abriram mão de 2,5 % do total de vacinas a serem enviadas para a região. Neste momento, estamos precisando receber essa quantidade de vacinas em razão do atual cenário do nosso estado”, explicou o governador ao ministro.

O ministro explicou a Cameli que o Governo Federal está empenhado em aplicar o mais rápido possível a vacinação em massa da população brasileira. “Estamos esperando lotes das farmacêuticas para podermos comprar. Se elas aprontarem 100 milhões de doses, de imediato compraremos. Eles ainda não tem quantidade suficiente, aprovada pela Anvisa para nos vender”.

Segurança e Educação

Com relação ao pedido do governador para que o ministério autorize a vacinação dos trabalhadores da Segurança e da Educação na primeira fase, o ministro disse que tratará com a direção do Programa Nacional de Imunização (PNI), para que a coisa seja feita dentro da legalidade e seguindo um cronograma que não traga prejuízos às demais etapas de vacinação.

Custeio do SUS

Por fim, Gladson Cameli convidou o ministro a fazer uma visita ao Acre e fez um apelo de que o custeio com a saúde pública seja revisto pelo ministério, já que, segundo ele, 90% de todo o atendimento de saúde no estado é feito pelo SUS, e que, caso o Executivo estadual não receba apoio na área de custeio, a situação se tornará crítica em pouco mais de dois meses.

Marcelo Queiroga aceitou o convite de Gladson Cameli, dizendo que irá ao Acre para ampliar as parcerias, e destacou que o Ministério da Saúde trabalhará junto com as secretarias municipais e estaduais de saúde para fortalecer o Sistema Único de Saúde (SUS).

“Estou muito empenhado em trabalhar junto com o governador, com o secretário estadual e os secretários municipais de saúde para fortalecer o SUS. O governador tem sido um forte aliado nessa luta. Ele traz reivindicações do povo acreano que serão acolhidas pelo Ministério da Saúde e dentro das políticas públicas que são executadas pela pasta. Vamos atender as demandas do governador para que num curto espaço de tempo possamos ir ao Acre e juntos ampliar essa forte relação entre o Estado e o governo federal”, afirmou o ministro.