desafio

Militares femininas correm no desafio De Mulher Para Mulher de Rio Branco a Xapuri

De Mulher Para Mulher foi a atividade realizada na noite desta quinta-feira, 27, pelo Corpo de Bombeiros Militar do Acre, com a largada de um agrupamento feminino reunindo representantes de todas as esferas policiais do Estado para uma corrida de 188 km, de Rio Branco a Xapuri, num desafio simbólico em alusão ao Outubro Rosa, mês de conscientização sobre os cuidados com a saúde da mulher.

Corpo de Bombeiro do Acre, em parceria com demais corporações policiais femininas , somando um agrupamento de 47 mulheres. Fotos: José Caminha/Secom

A largada para a corrida em forma de revezamento foi dada por volta das 21h, no pátio do Comando do Bombeiros, com pelotão composto por 47 policiais femininas do Corpo de Bombeiros, Polícia Militar, Polícia Civil, Polícia Rodoviária Federal, Força Nacional, Exército Brasileiro e por algumas policiais vindas de outros estados.

O desafio com a simbologia de chamar atenção da sociedade sobre a importância da saúde feminina teve festejos conforme a importância do tema, demonstração de garra e entusiasmo pelas participantes, sinfonia de sirenes na largada da corrida e um clima de euforia marcando a realização desse primeiro evento militar feminino no Acre.

A escolha do percurso se deu em razão dos dois Batalhões do Bombeiro, o 1º em Rio Branco e o 8º em Xapuri, serem comandados respectivamente pelas militares bombeiro Francisca Fragoso, primeiro tenente, e Laiza Mendonça, segundo tenente.

Corpo de Bombeiros organiza evento festivo para realização de primeira corrida feminina desafio de mulher para mulher. Fotos: José Caminha/Secom

Falando por “uma só voz”, elas defenderam a simbologia de estarem correndo para representar uma causa, saindo de um batalhão comando por mulher, para outro igualmente sob o comando feminino.

“Oportuno aproveitar a data para mostrar nossa representatividade e nosso valor”, declarou Laiza Mendonça.

“Mulheres se cuidem, pois só assim poderão continuar cuidando de quem amam”, defendeu a primeiro tenente Fragoso.

A tenente Lya Júlia Barbosa, 26 anos, militar bombeiro mais jovem participando do evento destacou a importância de engajamento em causas nobres o mais cedo possível.

A mais jovem militar bombeiro defendeu a importância de engajamento em causas nobres independente da idade. Fotos: José Caminha/Secom

“Espero que esse seja o primeiro de muitos que eu venha participar porque a causa vale muito a pena”, considerou.

A secretária de comunicação Nayara Lessa chamou atenção sobre o fato de que a mulher traz pra si toda a responsabilidade para os cuidados com a família e, muitas vezes, acaba deixando de lado o ato de se cuidar.

Secretária de Comunicação Nayara Lessa lembrou amplo destaque que os sites coorporativos vêm dando sobre a temática Outubro Rosa. Fotos: José Caminha/Secom

“Dentro dessa temática estamos com campanhas em todos os sites do Estado destacando a importância do autocuidado e deixando claro que o Estado possui polícias públicas voltadas para o bem-estar e saúde da mulher”, acrescentou Lessa.

O comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Charles Santos adiantou expectativas de realizações de outras edições de tão nobre desafio, sobre a importância da saúde e da valorização da mulher.

Uma corrida em que todas são campeãs na vitória pela saúde, considerou o comandante do Bombeiros. Fotos: José Caminha/Secom

“Honrarias militares na largada saindo do Batalhão em Rio Branco e as devidas reverências e festejos pela chegada no Batalhão em Xapuri, no reconhecimento de que todas são campeãs”, adiantou o comandante do CB.