saúde

Maternidade de Rio Branco potencializa ações em assistência humanizada

A maternidade é um retrato concreto das alegrias e do amor infinito. A gestação, o parto e o nascimento de uma criança englobam detalhes da maternidade que são acompanhados por um circuito de medos, e isso é viver a maternidade. Por isso, em meados de julho haverá a entrega de equipamentos que irão potencializar o bem-estar das mães na Maternidade Bárbara Heliodora, em Rio Branco.

Acolhimento às gestantes proporciona um ambiente mais aconchegante e generoso para as mães. Foto: Cedida.

“Desde novembro, a atual gestão da Maternidade tem avançado no andamento de projetos, bem como de emendas destinadas a melhorias de serviços prestados a população”, disse a gerente da unidade, Laura Pontes.

Entre os progressos na saúde e, sobretudo, na maternidade, há a criação do projeto Gestar, que surgiu em 2019, no município de Tarauacá, e que foi continuado em Rio Branco. Os encontros entre as mães e profissionais abordam os cuidados durante a gestação e o pós parto. Esse acolhimento às gestantes proporciona um ambiente mais aconchegante e generoso para as mães.

Projeto Gestar, cuidados durante a gestação e o pós parto. Foto: Cedida

O projeto gestar se modernizou desde o surgimento, e este ano, recebeu um novo formato, além de ser referência na saúde da mulher e criança do Estado, de maneira que a direção decidiu ofertar orientações sobre os serviços da maternidade Bárbara Heliodora via serviço online, em que há um alcance para o público-alvo, que pode participar e interagir por meio do instagram @sasmc.ac, às 19 horas. Já os encontros presenciais são realizados as quintas-feiras às 17 horas, no auditório da maternidade, para o público que tiver interesse.

Encontros presenciais são realizados as quintas-feiras às 17 horas, no auditório da maternidade. Foto: Cedida.

Mãe aos 39 anos, Clissia Saraiva percorreu uma longa trajetória para gestar o pequeno Miguel, após 8 anos de tratamento o sonho de ser mãe foi realizado. A genitora relata: ” tinha receio de ir para a maternidade, mas fui bem acolhida desde a recepção, tive médicos maravilhosos, e ainda fiquei internada dois dias, pois Miguel nasceu prematuro”.

A mãe ainda fala que teve um trabalho de parto de 20 horas,  além de ter sido assistida, e  muito bem tratada durante os 11 dias que ficou no método canguru, o serviço possibilita o acompanhamento desde o pré-natal de alto risco, o nascimento e a internação do bebê.

Clissia conclui: “A maternidade é algo surreal, sou feliz e tenho o apoio do meu marido, que inclusive ia ficar com o Miguel quando eu precisava descansar”.

Desde o início de 2022, a maternidade Bárbara Heliodora registrou uma média de 250 partos por mês. É notório que a nova gestão tem dado ênfase a assistência humanizada, que busca construir uma novo parâmetro de qualidade no serviço, e faz isso com planejamento estratégico que visa implantar a oferta de atividades como: hidroginástica, fisioterapia e pilates na maternidade de Rio Branco.

A Maternidade Bárbara Heliodora atende mães dos municípios acreanos, estados vizinhos e até Peru e Bolívia.

Todo esse trabalho passa pela visão diferenciada do atual governo do Estado, que tem buscado melhorar as condições dos serviços no Acre, sobretudo na saúde, por meio de políticas públicas, de modo que secretários e gestores escutam o que a população tem a dizer; pois um povo que tem reconhecida a sua dignidade, é um povo que tem garantido o respeito e os seus direitos.