Mais Educação apresenta atividades culturais em seminário

Oficinas culturais e esportivas oferecidas pelo projeto são trabalhadas por voluntários que possuem habilidades nestas áreas

mesa_seminario.jpg

alunos_e_oficineiros_da_mais_educao_realizaram_trabalhos_em_cermica_durante_a_abertura.jpg

Representantes dos municípios onde o Mais Educação está presente discutirão durante dois dias, temáticas relacionadas a Gestão e participação democrática (Foto: Eunice Caetano/SEE)

Alunos declamando poesia, fazendo pinturas em cerâmica , cantando e dançando. Foi neste ambiente descontraído e de muita criatividade que aconteceu na manha de hoje, 14, na Secretaria de Educação,  a abertura do Seminário Estadual do Programa Mais Educação.A solenidades reuniu além dos estudantes, principais protagonistas do programa, gestores e coordenadores das escolas participantes , além da secretária de educação, Maria Corrêa e da representante do MEC, Jaqueline Moll.

Representantes de Sena Madureira, Cruzeiro do Sul e de Rio Branco, municípios onde o Mais Educação está presente, discutirão durante dois dias, temáticas relacionadas a Gestão e participação democrática; Currículo e Aprendizagem e Intersetorialidade  e Redes Educativas. Maria Corrêa abriu o seminário parabenizando as escolas pelo desempenho obtido na implementação das ações propostas pelo Mais Educação e todas as iniciativas que estão fazendo a diferença no ensino acreano.

"Fico muito feliz em participar de encontros para comemorar os bons  trabalhos que vem sendo feito pelos protagonistas do sucesso da nossa educação: a escola.Aqui os programas não chegam para se isolar, e sim para agregar aos projetos do Estado", destaca a secretária, que terminou sua fala dizendo que o Mais Educação vem consolidar o Acre como um lugar agradável para se viver.

Aluno da escola Antonia Fernandes, no bairro Santa Inês, João Paulo, de 14 anos sabe bem da importância que as atividades fora do turno regular de aulas proporciona para a vida escolar. " Através do Mais Educação muitos colegas se interessaram mais pelo ensino e desenvolveram outras habilidades.Antes eu não tinha técnica nenhuma em pintura na cerâmica, depois que me matriculei na oficina aperfeiçoei a técnica", revela.

As oficinas culturais e esportivas oferecidas pelo projeto são trabalhadas por voluntários que possuem habilidades nestas áreas, enquanto as atividades pedagógicas são orientadas por profissionais com formação especifica ou que estejam em formação. Os oficineiros recebem uma ajuda de custo no valor de R$ 300,00 para transporte e alimentação. A pedagoga e voluntária Elaine Cristina, comanda uma turma de 114 estudantes na escola Antonia Fernandes e já se prepara para continuar sua contribuição para outros jovens interessados na arte da pintura em cerâmica. "Antes os alunos queriam ao término das aulas irem correndo para suas casas, agora eles fazem questão de ficar no ambiente escolar. Nós conversamos sobre tudo nas oficinas e com isso conquistamos o respeito e a disciplina de todos", comenta.    

Iniciativa do Governo Federal, o Mais Educação tem como prioridade contribuir para a formação integral de crianças, adolescentes e jovens, articulando, a partir do projeto escolar, diferentes ações, projetos e programas por meio da ampliação de tempos e espaços educativos através de atividades no campo das Artes, Cultura, do Esporte, do Lazer, da Inclusão Digital, das Tecnologias de Informação e Comunicação.

No Acre, o Mais Educação beneficia cerca de 8 mil estudantes de 58 unidades de ensino da rede pública. Os investimentos para este ano somam aproximadamente R$ 2 milhões. Em média, cada escola recebe R$ 36 mil reais para em um período de dez meses aplicarem nas atividades. Sua operacionalização é feita por meio do Programa Dinheiro Direto na Escola (PDDE), do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE).

A ideia do Ministério da Educação é expandir o Mais Educação para todas as escolas públicas do país para fortalecer as bases da implantação de uma política de educação integral no Brasil, referenciada pelas práticas já existentes de ampliação da jornada escolar.