cultura

Jovens artistas lançam exposição no Memorial dos Autonomistas

A Fundação de Cultura e Comunicação Elias Mansour (FEM), em parceria com a Associação dos Artistas Plásticos do Acre (AAPA), realizou na terça-feira, 7, a abertura da exposição Identidades, com obras de autoria dos jovens artistas Oscar Júnior, Edinho Teixeira e César Filho.

O evento foi prestigiado pela população, entre professores, jovens, artistas e equipe de governo.

População prestigia abertura da exposição Identidades Foto: Edson Brunno/FEM

O diretor-executivo da Fundação Elias Mansour, Francisco Generozzo, disse que o governo do Acre se sente feliz por poder apoiar eventos artísticos, principalmente encabeçados por jovens, que representam o futuro das ações culturais no estado do Acre. “O governador Gladson Cameli tem essa visão de compromisso com os nossos artistas e nós temos, através da FEM, buscado inovar e fazer tudo que estiver ao nosso alcance para apoiá-los, pois essa é a missão da Fundação de Cultura”, complementou.

César Filho, um dos artistas da exposição, falou sobre o seu caminho nas artes plásticas até essa exposição. “Sou um artista jovem e as minhas telas têm um estilo padronizado, com muitas figuras femininas, que é também o estilo que eu mais gosto. Meu interesse pela arte surgiu quando eu tinha 14 anos, então meus pais me incentivaram, viram que eu tinha futuro e me colocaram num curso de desenho do Sesc, onde conheci o artista Darci Seles e meus companheiros de exposição. É muito importante o espaço do Memorial dos Autonomistas para exposições como essa, pela sua imponência e centralidade e a Fundação Elias Mansour está de parabéns por disponibilizar esse espaço”, finalizou.

Da esquerda para a direita, os artistas Oscar Junior, César Filho e Edinho Teixeira Foto: Edson Brunno/FEM

Oscar Júnior, que idealizou a exposição, disse que a arte foi, para ele, uma libertação: “Desenho desde os quatro anos de idade, pra mim a arte foi uma libertação, uma forma de eu me identificar com o mundo. Aqui você vai encontrar vários estilos e elementos, e o elemento com que eu mais me identifiquei nos últimos tempos foi com a pirografia”, disse.

As telas de autoria dos artistas se encontram todas à venda e a exposição permanece aberta ao público de segunda à sexta, das 8h até às 18h.

As telas de autoria dos artistas se encontram todas à venda e a exposição permanece aberta ao público de segunda à sexta, das 8h até às 18h Foto: Edson Brunno/FEM