Instituto Dom Moacyr entrega certificados para concluintes do curso de doces e salgados

Ceflora certificou 1.152 pessoas em cursos profissionalizantes neste ano

O Instituto Dom Moacyr está entregando certificados a quatro turmas que concluíram o curso de doces e salgados ministrados pelo Centro de Formação e Tecnologia do Juruá (Ceflora). No total, são 88 pessoas, quase todas mulheres, habilitadas a trabalharem no ramo (Foto:Flaviano Schneider)
O Instituto Dom Moacyr está entregando certificados a quatro turmas que concluíram o curso de doces e salgados ministrados pelo Centro de Formação e Tecnologia do Juruá (Ceflora). No total, são 88 pessoas, quase todas mulheres, habilitadas a trabalharem no ramo (Foto:Flaviano Schneider)
O Instituto Dom Moacyr está entregando certificados a quatro turmas que concluíram o curso de doces e salgados ministrados pelo Centro de Formação e Tecnologia do Juruá (Ceflora). No total, são 88 pessoas, quase todas mulheres, habilitadas a trabalharem no ramo (Foto:Flaviano Schneider)

O Instituto Dom Moacyr está entregando certificados a quatro turmas que concluíram o curso de doces e salgados ministrados pelo Centro de Formação e Tecnologia do Juruá (Ceflora). No total, são 88 pessoas, quase todas mulheres, habilitadas a trabalharem no ramo (Foto:Flaviano Schneider)

O Instituto Dom Moacyr está entregando certificados a quatro turmas que concluíram o curso de doces e salgados ministrados pelo Centro de Formação e Tecnologia do Juruá (Ceflora). No total, são 88 pessoas, quase todas mulheres, habilitadas a trabalharem no ramo. Os cursos estão dentro do projeto Inclusão Socioprodutiva do Ministério do Desenvolvimento Social (MDS) e têm a parceria da Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN) e da União Municipal de Associação de Moradores (Umam).

A SEPN e a Umam uniram forças para identificar nos bairros mais carentes de Cruzeiro do Sul as necessidades em termos de cursos e as pessoas (todas elas beneficiárias do Bolsa-Família) que tivessem interesse em se profissionalizar. Todos os concluintes dos cursos receberão um kit para dar início às suas atividades.

Na terça-feira, 6, com a participação do diretor do IDM, Irailton Lima de Souza, foi realizada a entrega dos certificados para uma das turmas. Também participaram o presidente da Umam, Expedito Ribeiro, e os presidentes das associações de moradores dos bairros Cobal, Miritizal, João Alves, Várzea e Saboeiro.

As alunas do curso, sob a liderança da mediadora Socorro Ciacci, prepararam para a formatura uma mesa repleta de doces e salgados, demonstrando na prática que já se tornaram profissionais do ramo, tendo recebido elogios dos presentes pela qualidade do produto.

Na oportunidade, Irailton disse que o governador Tião Via cobra “dia e noite” o incremento da formação profissional, especialmente aquela associada à criação dos pequenos negócios, para que as pessoas “possam fazer o que gostam, ganhar dinheiro com isso e ter sucesso na vida”. Segundo Irailton, a integração definitiva do Acre com a BR-364 representa um desafio para os moradores da região porque muitas pessoas virão para cá e disputarão o mercado de trabalho, por isso a necessidade de formação profissional. Citando o caso específico da atividade de produção de doces e salgados, ela animou as novas profissionais, garantindo que há uma tendência no mercado de contratação de empresas de buffet em ocasiões de festas, o que significará oportunidade de renda e trabalho para muita gente.

1.152 pessoas certificadas

Com a entrega dos certificados do curso de Doces e Salgados, o IDM está  finalizando a entrega de certificados de conclusão de cursos profissionalizantes, executados por meio do Ceflora, na região do Juruá e em Tarauacá e Feijó. Segundo Evilásio Lima, diretor do Ceflora, no total foram certificadas 1.152 pessoas através de seis projetos, neste ano: FMT-EJA, em parceria com a Secretaria de Estado de Educação e Esportes (SEE); Planseq, em parceria com o Senar; Pró-funcionário; Projeto Inclusão Socioprodutiva, Ministério do Desenvolvimento Social (MDS), em parceria com a Secretaria de Pequenos Negócios (SEPN); Pró Jovem Trabalhador; e Proacre.

Em 2012, conforme Evilásio, o Ceflora vai abrir ainda mais oportunidades com cursos de panificação, doces e salgados, corte e costura, manicura, pedicura e unhas artísticas, corte, escova e colorimetria, informática básica, gestão de negócios e pintura residencial. Evilásio lembrou a importante parceria com a Diocese de Cruzeiro do Sul, que cedeu instalações no centro da cidade e no bairro Formoso para a realização dos cursos de doces e salgados.

Boas expectativas

Os cursos do Ceflora, com o apoio e cessão de kits pela SEPN, têm dado um novo alento nos bairros, segundo o presidente da Umam Expedito Ribeiro. “Para o movimento comunitário, esses cursos são de máxima importância. Eles são beneficiários do Bolsa-Família e é gratificante saber que todos demonstram estar felizes com a oportunidade que tiveram na vida de montar seus pequenos negócios nos bairros onde vivem.”

A dona de casa Maria José de Araújo Silva disse: “Estou muito satisfeita. Aquilo que eu não sabia fazer de salgados e doces, agora sei. Hoje tenho a oportunidade de trabalhar em casa, ter renda e ajudar meu esposo”.

Maria Ieda de Araújo é outra dona de casa que ficou muito satisfeita: “Minha esperança é grande de montar meu próprio negócio e sustentar meus filhos. Estou muito agradecida a Deus, à mediadora, à  Pastoral da Criança, que cedeu o local, ao presidente do bairro, ao Ceflora e principalmente ao governador, que está dando essa oportunidade de a gente aprender alguma coisa”.