Ecoturismo

Instituições destacam potencial socioeconômico da Trilha Chico Mendes

Em coletiva de imprensa concedida na manhã desta quarta-feira, 8, na Secretaria de Estado de Turismo e Lazer (Setul), o governo do Acre, o Instituto Chico Mendes de Conservação da Biodiversidade (ICMBio) e o Coletivo Travessias na Floresta destacaram o potencial socioeconômico e turístico da Trilha Chico Mendes.

Localizada na Reserva Extrativista Chico Mendes, a trilha de 84 quilômetros agrega além da biodiversidade, a riqueza cultural de populações tradicionais da região que, historicamente, vivem em comunhão com o meio ambiente.

Rachel Moreira destacou o potencial turístico da Resex Chico Mendes (Foto: Juan Díaz)

Reaberto em 2017, o percurso guiado visa fomentar o turismo de base comunitária na região, contribuindo com a geração de renda das populações tradicionais e a preservação da floresta, como explica a secretária de Estado de Turismo, Rachel Moreira.

“Temos construído planos de negócios para que os próprios comunitários possam gerir. Porque a partir do momento em que eles assumem e criam o sentimento de pertencimento, aquele produto se desenvolve independente do poder público. A partir do momento em que a floresta passa a gerar emprego e renda, não existe motivos para derrubá-la”, salienta Rachel.

Fernando Maia, analista ambiental do ICMBio – órgão gestor da unidade de uso sustentável –, ressalta: “Atualmente a trilha está situada entre Brasileia e Xapuri. A nossa proposta é ampliar o percurso para que contemple também o município de Assis Brasil”.

Praticante de trekking (caminhadas de longa duração na natureza) e membro do Coletivo Travessias na Floresta, o trilheiro Carlos Alberto Araújo observa que “as trilhas, a Serra do Divisor, os nossos igarapés e lagos, permitem que nós, que aqui vivemos, também tenhamos as mais diversas possibilidades de fazer turismo, com histórias ricas como a da Resex Chico Mendes, das nossas cidades. De modo que as pessoas, no Acre, não precisem gastar grandes fortunas para fazer uma trilha e conhecer pessoas interessantes”.

Paulo Alexandre fez a trilha para avaliar a possível realização de uma ultramaratona na região (Foto: Kennedy Santos/Secom)

A sinalização da trilha Chico Mendes foi realizada por voluntários. O percurso foi selecionado pelo ICMBio, e é o único da Amazônia a participar do projeto “10 Picos, 10 Travessias”, que celebra os 10 anos da instituição. O produto turístico será apresentado pelo Acre no “Dia da Amazônia”, evento que será promovido no próximo dia 14, durante a 23ª Conferência das Partes (COP 23), na Alemanha.

Potencial turístico

Apontada recentemente pelo blog de turismo Escalando como uma das 15 mais interessantes do mundo para se fazer trekking, a trilha Chico Mendes tem ganhado destaque e atraído os amantes do ecoturismo e esportistas de todo o mundo.

Segundo Paulo Alexandre Garcia, que é organizador de ultramaratonas e realizou o percurso na última semana, a Chico Mendes é um produto com marca. “Estamos falando da Amazônia, de Chico Mendes, ou seja, de uma história viva. Na maioria das trilhas no mundo isso não existe. Para um europeu, como eu, são vivências extraordinárias”, destacou.