Oferecer acesso a água potável, garantindo um dos direitos humanos mais primordiais a comunidades no interior do Acre. Esse é o objetivo da parceria firmada entre a Secretaria de Estado do Meio Ambiente e das Políticas Indígenas (Semapi) e a Fundação Nacional de Saúde (Funasa), por meio de um acordo de cooperação técnica (ACT) assinado nesta quarta-feira, 1º.

Aproximadamente 1,2 mil habitantes serão atendidos pela ação. Foto: Alexandre Noronha/Semapi

Desenvolvida pela Funasa do Pará, a Salta-z é uma tecnologia de interesse social de baixo custo que clarifica e filtra águas superficiais e remove ferro e manganês de águas subterrâneas. Com uma estrutura física simplificada e uso de um filtro e dosadores artesanais, é capaz de suprir, com água potável, comunidades com dificuldade de acesso a água de qualidade.

A princípio, serão atendidas três comunidades existentes nas unidades de conservação estaduais:  na sede do Parque do Chandless, na Floresta Estadual do Mogno – Unidade de Gestão Ambiental Integrada (Ugai) do Liberdade e  na Floresta Estadual do Gregório – Ugai do Acurauã, nos municípios de Manoel Urbano, Cruzeiro do Sul e Tarauacá respectivamente, atendendo uma população de aproximadamente 1,2 mil habitantes.

Parceria entre Semapi e Funasa vai levar água de qualidade a comunidades do interior. Foto: Alexandre Noronha/Semapi

A titular da Semapi, Julie Messias, declarou que o objetivo do ACT é oferecer mais qualidade de vida às comunidades das áreas que serão assistidas: “Nossa equipe e da Funasa vão capacitar a comunidade, sensibilizar sobre a importância do consumo da água potável e da garantia da sustentabilidade do equipamento que será instalado”.

O superintendente da Funasa no Acre, José Ronaldo Craveiro, destacou a importância da parceria. “Estamos fazendo a doação de três kits do sistema Salta-z, que serão implantados em comunidades rurais. Não é um sistema de abastecimento, é um sistema de tratamento de água que vai ajudar as comunidades”, informou.